Abel crava que Palmeiras vai à final da Libertadores e destaca que Dudu "deve ter ficado chateado com a performance dele"
Foto: Divulgação / SE Palmeiras

Em um jogo tecnicamente decepcionante e nervoso, Palmeiras e Atlético-MG ficaram no 0 a 0 nesta terça-feira (21), no jogo de ida da semifinal da Copa Libertadores da América 2021. Em entrevista coletiva após a peleja, Abel Ferreira, treinador palestrino, falou sobre a partida e sobre um caso que chamou atenção de quem acompanha o cotejo no Allianz Parque.

Mais uma vez questionado sobre a escalação (mais precisamente sobre a titularidade de Felipe Melo), o técnico comentou o que o fez optar pelos iniciais na peleja. "Eu olho para o que os jogadores fazem nos treinos e jogos para decidir a escalação. Não tenho contrato nem com os jovens, nem com os experientes. Jogam os que entendo que estão melhores. A diretoria me paga para tomar decisões. Entendi que a melhor equipe que eu tinha para dar resposta hoje foi essa", destacou.

Pouco depois, o técnico cravou o avanço à decisão do certame. "Temos que ser fiéis aos nosso princípios, e é isso que estou fazendo desde que cheguei aqui. Eu confio nos meus jogadores, e eles confiam em mim. É isso que vai nos levar à final da Libertadores", finalizou.

Dudu

Substituído aos 20 minutos do primeiro tempo, o camisa 4+3 arremessou chuteira, meiões e caneleiras ao chegar no banco de reservas. Nas primeiras palavras após a alteração, Abel Ferreira deu a impressão que estava alfinetando o ídolo do Verdão. "Eu tenho que ver as imagens, mas creio que ele deve ter ficado chateado pela performance dele. Tenho que ver o que ele fez, como fez, com qual intenção fez e conversar. Aqui ninguém está acima dos interesses da equipe, e todo assunto que tivemos que resolver será cara-a-cara", desabafou.

Pouco depois, ele explicou melhor, para não deixar margem para interpretação. "Talvez ele esteja chateado pelo rendimento não ter sido o melhor, mas isso foi fruto da forte marcação. No primeiro tempo, o lateral-direito do Atlético andou atrás dele o tempo todo", destacou o comandante do SEP.

Por fim, Abel reiterou que a chateação do atacante teve a ver com a atuação dele mesmo. "Ele não foi mal-educado, mas saiu triste porque, quando tentou desequilibrar as ações, as coisas não saíram bem, e acho que ficou um bocadinho chateado, por não ter performado de acordo com sua qualidade", finalizou o palestrino.

VAVEL Logo