Paulo Pezzolano lamenta gols perdidos do Cruzeiro em revés contra Remo: "Quando se tem oportunidade, tem que fazer"
Divulgação/Cruzeiro EC

O Cruzeiro perdeu para o Remo no Estádio Baenão, em Belém/PA, em partida válida pelo primeiro confronto da Copa do Brasil 2022 e disputada na terça-feira (19). Em jogo marcado por polêmica de arbitragem, a Raposa não conseguiu segurar a pressão dos donos da casa e tomou a virada no segundo tempo. 

Após o término da partida, o técnico do Cruzeiro Paulo Pezzolano concedeu entrevista coletiva e analisou a partida em que foi derrotado. Segundo o treinador, a Raposa não jogou bem no primeiro tempo e no segundo o time melhorou muito, mas pecou nas finalizações e isso foi fatal para que a vitória escapasse. 

"Para resumir o jogo, no primeiro tempo tínhamos espaço para jogar. Foi um primeiro tempo ruim com a bola, havia espaços, poderíamos ter feito muito melhor, mas erramos quando chegamos à frente. Ali começávamos a errar um pouco, então o primeiro tempo foi ruim. No segundo tempo, melhoramos muito, foi a equipe que queremos ver, com essa fome de gols, trocando de velocidade. Eu sei que hoje havia muita umidade, difícil, estava pesado o tempo para jogar, mas não tem desculpa. No segundo tempo foi possível melhorar, isso é importante. Mas, depois, é como sabemos. Quando se tem a oportunidade de gol, tem que fazer, e sofremos dois gols de bola parada, sem dúvidas, é uma coisa para melhorar", lamentou Pezzolano.

Apesar da derrota, o treinador uruguaio está muito confiante para o jogo da volta e, para ele, o time tem total condições de reverter o resultado negativo. Pezzolano ainda destacou a força da torcida que pode ser um fator decisivo para a remontada em casa. Ele ainda pediu tranquilidade e paciência para que os erros de finalizações não se repitam na próxima partida. 

"Temos o segundo jogo em casa, que com a nossa torcida fica mais lindo para jogar, temos que mostrar do que somos feitos, virar este jogo. Estamos tranquilos porque o resultado negativo é mais por nós do que pelas virtudes do rival. Então nisso podemos melhorar. Vamos fazer diferente, vão se defender mais, terão menos espaços, mas temos que ter tranquilidade porque é um jogo de 90 minutos, então tranquilidade e paciência. Mas vamos buscar o jogo como fizemos aqui. Esperamos ser mais efetivo na última zona do campo, quando tivermos a chance de fazer, e estar bem-preparado para a transição deles. Assim que será o próximo jogo, gosto desse tipo de jogo porque vamos mostrar do que somos feitos como equipe", destacou o treinador.

Sobre os gols marcados pelo Remo, há muito questionamentos sobre uma possível falta de ataque e impedimento, o treinador questionou as não marcações, mas aliviou o árbitro. Segundo ele, esses erros acontecem com todos os juízes e que a derrota não se justifica por causa desse equívoco.

O segundo e decisivo duelo contra o Remo será disputado apenas no próximo dia 11 de maio, no Mineirão, em Belo Horizonte-MG. A próxima partida do Cruzeiro será disputada às 19 horas do sábado (23), quando a Raposa vai enfrentar o Tombense no Estádio Soares de Azevedo, em Muriaé/MG, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

VAVEL Logo