"Precisávamos muito", celebra Cuca após vitória do Galo sobre o Atlético-GO no Brasileirão
Pedro Souza /Atlético-MG 

Em entrevista coletiva após a vitória do Atlético-MG contra o Atlético-GO neste domingo (4), o técnico Cuca destacou a importância da vitória por 2 a 0 sobre os goianos pelo momento em que o clube vive. Ele ainda comentou também sobre as mudanças feitas na equipe que começou a partida. Hulk, que foi substituído após sentir dores, concedeu entrevista ao "GE" e falou sobre uma possível lesão.

Novidade entre os 11

Cuca destacou que a vitória não foi boa para o time só pelos três pontos, mas também para afastar o momento ruim da equipe. “Precisávamos muito vencer. E graças a Deus conseguimos”.

Sobre a semana de treino e as mudanças no time que iniciou a partida, o técnico disse que a mudança veio para evitar os estudos feitos pelos adversários. “Mudamos taticamente a equipe. Mas, todos foram bem, foram muitas variações que fizemos”. As novidades no elenco foram as presenças de Rever e Jemerson, que enfim fez sua reestreia pelo clube. Desta vez, o experiente Rever iniciou o jogo atuando como volante e surpreendeu bela boa atuação.

Ainda falando sobre o time que iniciou como titular, o técnico respondeu que a mudança vem com a resposta dada pelas oportunidades que os atletas ganham, e também por uma questão tática.

  • Possível problema

O atacante Hulk marcou o segundo gol do Galo na partida, mas foi substituído após sentir dores musculares. Após o final do jogo, o jogador concedeu entrevista ao "GE" e falou sobre o desempenho da equipe durante a partida e também sobre essa possível lesão. 

Pedro Souza /Atlético-MG 

Já no banco de reservas, o jogador estava com gelo no local onde sentiu o incômodo, dando um início rápido ao tratamento do problema.

Sobre o jogo, Hulk disse que tinha noção que a partida seria difícil pela dificuldade que as duas equipes estão passando no campeonato, mas que o time mineiro foi feliz e conseguiu sair com a vitória.

E sobre o desconforto que sentiu antes de ser substituído, o atacante está otimista e espera estar disponível para a próxima partida. "Fazia tempo que eu não sentia nada, mas vou rezar para que esteja tudo bem, e para que eu possa jogar na quarta-feira. Senti uma fisgada mas espero que seja só uma contratura”, disse.

O Galo ocupa a sétima colocação no Brasileirão, com 39 pontos, três a menos que o Athletico, que fecha o G-6. O time volta a campo na quarta-feira (7) diante do Bragantino, às 17h.

VAVEL Logo