Em jogo de duas viradas, Atlético-MG ganha do RB Bragantino na entrega da taça do bicampeonato
Foto: Atlético-MG

Com recorde de 61.573 torcedores no Mineirão, o Atlético-MG venceu o RB Bragantino por 4 a 3, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Galo abriu o marcador com Keno, mas viu Ytalo e Artur ampliarem. Zaracho, Savarino e Hulk voltaram a balançar a rede e deixar o alvinegro à frente, mas o Arthur descontou nos acréscimos.

Após o apito final, o time ergueu a tão sonhada taça do bicampeonato nacional.

Bobeada, mas com resposta

Empurrado por sua torcida, o Atlético administrava a posse de bola. No entanto, o Braga diminuía os espaços, não deixando o adversário ameaçar a meta de Cleiton. Ainda assim, conseguiram perturbar. Jadsom avançou pela esquerda e cruzou fechado da linha de fundo. Everson tentou agarrar pelo alto, a bola escapou. A defesa protegeu na primeira trave e o goleiro recuperou com calma.

Aos 19’, Keno desarmou no campo de defesa, carregou até a entrada da área. Fabrício Bruno, apenas acompanhou, mas sem fazer nada. O atacante puxou para o meio e acertou o canto para delírio dos torcedores. A Massa Bruta intensificou as idas ao ataque. Em cobrança de falta, Luan Cândido mandou direito e a bola explodiu no travessão. A pressão deu êxito aos 38. Cuello enfiou Artur na área. O camisa 7 driblou Tchê Tchê e arrematou. Everson defendeu e Ytalo aproveitou o rebote para deixar tudo igual.

Duas viradas

A equipe de Maurício Barbieri voltou com intensidade do intervalo, precisando de apenas um minuto para virar. Após escanteio, apareceu livre na segunda trave e emendou, de primeira, um foguete. O terceiro veio quase em seguida. Helinho fugiu da marcação e arrematou de longe. A bola tirou tinta da trave. O Galo contou com o autor do gol do título para decidir novamente, mas dessa vez com assistência. Keno deixou Aderlan no chão, passou por Fabrício Bruno e encontrou Zaracho sem marcação para colocar 2 a 2. O camisa 11 esteve presente na segunda virada da partida. Ele acionou Hulk, que esticou com Zaracho. O argentino cruzou no limite e Savarino mergulhou, deixando o alvinegro à frente. 

Aos 43, Hulk ganhou de Luan Cândido, ficando cara a cara com Cleiton. Ele deu uma cavadinha espetacular e ampliou. Apesar do placar adverso, o Braga buscou diminuir o prejuízo. Alerrandro soltou uma bomba da entrada da área. Everson salvou com a mão trocada. Nos acréscimos, Bruno Tubarão finalizou cruzado dentro da área. O goleiro espalmou. Artur emendou na sobra, descontando a vantagem.

Herói de 1971 

Dario José dos Santos, mais conhecido como Dadá Maravilha, ídolo e autor do gol do título de 1971, entregou a taça para os campeões em 2021. 

 

Despedida do artilheiro

Calma, torcedor! Este foi o último jogo do atacante Hulk na temporada. Com 19 gols marcados e craque do Brasileirão, levou o terceiro amarelo e não encara o Grêmio na quinta-feira (9), às 21h30.

Agenda do Braga

Como o alvinegro, o Bragantino entra em campo no mesmo dia e horário. Aliás, isso será para todos os times da Série A. O time irá receber o Internacional.

Classificação

Com o resultado, o Atlético-MG chega aos 84 pontos. Já o RB Bragantino é o sexto colocado, somando 53.

VAVEL Logo