Mano Menezes destaca superação do Inter mesmo com desfalques de última hora
Foto:  Divulgação/SC Internacional

Após a vitória de virada em cima do Ceará nesta quarta-feira (26), o técnico do Internacional, Mano Menezes concedeu entrevista coletiva no Beira-Rio e explicou os motivos que levaram a sua equipe a encontrar maiores dificuldades na partida. Os problemas de Bustos, Johnny e Alemão prejudicaram  o planejamento do comandante colorado.

Dificuldades antes da bola rolar e a virada

"Foi um jogo com ingredientes de dificuldade de última hora fora do normal. Começamos a perder jogadores na tarde. Primeiro Bustos, depois Johnny. Tentamos, mas na avaliação final, às 17h, não foi possível. Ele estava frágil. Alemão, ainda no vestiário, vomitou quando chegamos. Dormimos de um jeito e acordamos com três problemas. Tentamos dar mais simplicidade".

O Inter saiu atrás no placar logo nos primeiros minutos. O técnico explicou como foi o ajuste no intervalo e o que fez a equipe buscar a virada na segunda etapa.

"No intervalo, conversamos e ficamos tranquilos. A entrada do Weverton devolveu a mecânica de Renê ficar mais e liberamos o De Pena. Isso deu volume, criamos oportunidades. Ganhar nestas circunstâncias é algo elogiável. A postura dos jogadores, indignação com o resultado. A segunda melhor campanha não é de graça e fico contente".

Sequência da temporada

Com a vitória, o Internacional soma 64 pontos e garante uma vaga na Libertadores. Na próxima rodada, na quarta-feira (2), o time de Mano vai até Belo Horizonte encarar o América-MG, às 16h, no Independência.

VAVEL Logo