Vitor Pereira elogia partida de Fagner e reforça desejo de ficar
Foto: Ag. Corinthians

O técnico Vitor Pereira concedeu entrevista coletiva após a vitória do Corinthians, por 1 a 0 sobre o Ceará, com gol no apagar das luzes. O treinador falou mais uma vez sobre a sua permanência ou não na equipe corintiana para a temporada 2023 e brincou sobre a culinária brasileira que irá apresentar para a sua família nessa vinda deles ao Brasil.

"A torcida sabe o que está em jogo, eles sabem qual é, o que é a base da minha decisão. Sabem que eu gostaria de ficar, mas tenho que... Estamos a tratar das coisas. Tem que ser carne, é a base da culinária brasileira. A carne aqui é muito boa. Eles vêm de férias, eu também estou precisando de férias, preciso que eles venham. Fundamentalmente, é para estarmos juntos. A culinária vai depender da região a que formos."

Ao falar do jogo, o comandante falou sobre a presença de Roger Guedes no banco, entrando apenas na segunda etapa.

"Roger tem caído um pouco pela sequência grande de jogos. Obrigamos a jogar quase sempre 90 minutos. Deixou de ser o desequilibrador. Nos últimos jogos, não o vi ao mesmo nível. Achamos que ele tinha que descansar. O Vital é mais forte do lado esquerdo. Do lado direito, não é o mesmo jogador. Pé para dentro com o pé direito. Pela direita, ele tem mais dificuldades. Optamos por um jogador rotativo, que é o Ramiro, faz facão, vai buscar, reage, pressiona. Eu gostei muito do jogo que ele fez. Tiramos o Vital pela sequência que não estava habituado. Era o momento para ele começar a cair. Pelos jogos que fez em sequência."

VP elogiou a partida do Corinthians e do Ceará, mas ficou na bronca com a equipe de arbitragem que vem baixando o nível segundo ele.

"O Ceará fez um jogo competente. Um jogo difícil de controlar. Jô segura a primeira bola. Ganhamos a maior parte das bolas. Ele tem capacidade de jogar nos apoios frontais. Têm jogadores rápidos. Tivemos que ser muito competentes para sair com a vitória. A bola parecia que não queria entrar. Gostei das duas equipes. Não gostei de uma terceira equipe. Nessa fase final do Brasileirão em que tudo é decidido, esta é a minha opinião, o nível de arbitragem baixou. Árbitros nervosos, precitados, cartões e mais cartões, prepotência, arrogância, não admitem que os capitães falem. Estão um cadinho assim nessa fase final. Duas boas equipes, a equipe de arbitragem não esteve bem."

Próximos Jogos

O Corinthians retorna a campo na próxima quarta-feira, quando enfrenta o Coritiba, fora de casa.

VAVEL Logo