Após novo tropeço em casa, Internacional demite técnico Guto Ferreira

Treinador não resistiu a sequência de quatro jogos sem vitória e deixa comando técnico do Inter faltando três jogos para encerrar a Série B

Após novo tropeço em casa, Internacional demite técnico Guto Ferreira
Foto: Ricardo Duarte / S. C. Internacional

O Internacional dependia apenas de suas forças para garantir a volta para a Série A do Campeonato Brasileiro na tarde deste sábado (11). Jogando em casa o time Gaúcho empatou em 1 a 1 com o Vila Nova-GO. Claudio Winck marcou para o Inter ainda na primeira etapa. Ruan fechou o placar para o Vila no segundo tempo. O empate não foi o suficiente para o time, que ainda perdeu a liderança da competição após 13 rodadas. Após o jogo, Roberto Melo, vice de futebol do Inter, anunciou a demissão do treinador Guto Ferreira.

“Nós da direção, departamento de futebol, conselho de gestão, decidimos fazer uma troca no comando técnico. Guto está deixando o comando da equipe. A partir de amanhã (domingo), o Odair (Hellmann) vai assumir o comando técnico. Conversamos agora no vestiário com o treinador, expusemos nossos motivos e tomamos a decisão”, anunciou Roberto Melo.

Após 33 jogos, Guto Ferreira não é mais o treinador do Internacional. Guto chegou ao Inter no final do mês de maio de 2017 para ser o substituto de Antônio Carlos Zago. O treinador sempre teve desconfiança por parte da torcida. Embora Guto tenha colocado o Inter dentro do G4 e na briga pelo título da Série B, o clube vem apresentando um baixo futebol nas últimas rodadas. Já são quatro jogos sem vitórias. Três atuando diante de seu torcedor.

Comandando o Internacional, Guto Ferreira atingiu 60,60% de aproveitamento. Ao total foram 17 vitórias, 9 empates e 7 derrotas. Sob o comando do treinador o Inter marcou 46 gols e sofreu 25.

“Chegamos faltando três rodadas com chances de conquistar a classificação, estivemos na liderança do campeonato, mas achamos que nos últimos jogos o desempenho da equipe caiu demais. Não estamos conseguindo mais jogar. A equipe se desorganizou. Tivemos a chance de confirmar (o acesso) no Beira-Rio, e a equipe não conseguiu jogar contra Ceará e CRB. Contra o Luverdense, também a gente não precisa falar como foi aquele jogo. Um cardíaco correu muito risco”, disse Roberto Melo

Marcelo Medeiros, presidente do Internacional reforçou a fala de Roberto Melo, reconhecendo o trabalho de Guto Ferreira:

“O trabalho do Guto nos trouxe até aqui e tu não trocas de treinador a cada tropeço. Tem que fazer o diagnóstico da comissão técnica, acompanhar o trabalho do grupo, conversar. E dentro desse diagnóstico, dentro desse resultado em que poderíamos ter conseguido retornar à Série A de forma antecipada, entendemos que é o melhor para o clube”, declarou Medeiros.

O clube já começa a analisar um novo perfil para contrar o treinador para a próxima temporada.

Para a reta final da temporada o Internacional vai ser comandado por Odair Hellmann. Restam apenas três jogos para o final da Série B. Oeste (fora), Goiás (fora) e Guarani (casa), o Internacional precisa apenas de um empate para garantir a volta para a Série A do Brasileirão.