Felipe Melo confirma áudio polêmico e explica atrito com Cuca

Volante se reapresentará ao Palmeiras, mas tem futuro indefinido no clube

Felipe Melo confirma áudio polêmico e explica atrito com Cuca
Foto: Adriana Spaca/Brazil Photo Press/LatinContent/Getty Images

Após o afastamento de Felipe Melo, muitas notícias e especulações têm envolvido ele e Cuca, técnico do Palmeiras. Apesar de o comandante palestrino insistir que a decisão ter sido por questões técnicas e táticas, um áudio vazado nessa segunda-feira (31) mostrou que houve desentendimento entre os dois e que o jogador já sabe que outras equipes estão interessadas nele.

Em entrevista à ESPN Brasil, Felipe Melo falou sobre sua situação no Verdão e explicou o que aconteceu entre ele e Cuca. Conforme afirmou, tudo começou após a eliminação na Copa do Brasil, em jogo contra o Cruzeiro, quando houve atrito entre o volante e o técnico.

"O Cuca me desculpou, apertou minha mão e disse, na frente dos outros jogadores, que não trabalharia mais comigo" - Felipe Melo

"Nunca tive nenhum atrito com companheiros de equipe, inclusive me senti querido porque vários jogadores me mandaram mensagens. Errei naquele dia [jogo da Copa do Brasil] porque falei algo contra o Cuca e dois dias depois tivemos uma conversa com o presidente [Maurício Galiotte]. Pedi desculpa, confesso que fiquei muito abalado com essa derrota, mas assumi meu erro perante o grupo".

Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação
Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

O volante confirmou a veracidade do áudio vazado, em que detonava o treinador e admitia que estava próximo de sua saída para outro clube, mas explicou o contexto. Ele afirmou que não sabe nem com quem estava conversando pois havia bebido em uma festa da família.

"Eu escutei o áudio e é meu. Apesar de ter tido esse problema, ontem foi o aniversário da minha esposa. Tinha muita gente aqui e confesso que queria esquecer isso, porque a gente acaba trazendo os problemas de trabalho para casa. Eu tomei um pouquinho de champagne e comemorei com ela, então nem lembro com quem eu falei".

Felipe Melo também despistou sobre possíveis ofertas, visto que, no áudio, ele citou Flamengo, Corinthians, Atlético Mineiro, Internacional, São Paulo e Grêmio.

"Não tive oferta de nenhum clube brasileiro, só de dois turcos que não são o Galatasaray e eu recusei. (...) É complicado eu poder falar alguma coisa, tenho pensado muito no Palmeiras. Mas se eu não ficar, com certeza vou pensar em alguma coisa porque tenho que trabalhar".

Apesar de toda a polêmica, o jogador se reapresentará nesta terça-feira, ainda sob um contrato que só vence em 2020. Mesmo assim, não sabe qual será seu futuro no time. 

"Sou um empregado do clube, então não há nada mais justo que eu fazer meu trabalho como sempre fiz. No Palmeiras há pessoas competentes, de alto nível, e vamos ver o que eles têm preparado. Vou acatar o que eles falarem, e se puder ficar vou lutar por uma vaga no time", finalizou.

Sociedade Esportiva Palmeiras