Em jogo de oito gols e com arbitragem polêmica, Sport e Atlético-MG empatam

Leão mostrou poder de reação no segundo tempo e conseguiu garantir empate diante do Galo, que estava com dois gols de vantagem

Em jogo de oito gols e com arbitragem polêmica, Sport e Atlético-MG empatam
Foto: Williams Aguiar/Sport
Sport
4 4
Atlético-MG
Sport: Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê (Rodney Wallace, min 80); Rithely, Serginho, Everton Felipe (Lenis, min 72), Diego Souza e Gabriel Xavier; Edmílson (Túlio de Melo, min 85). Técnico: Oswaldo de Oliveira.
Atlético-MG: Victor; Marcos Rocha, Tiago, Gabriel e Lucas Cândido; Rafael Carioca, Júnior Urso, Leandro Donizete e Patric (João Figueiredo, min 83); Robinho (Pablo, min 70) e Carlos (Carlos Eduardo, min 60). Técnico: Marcelo Oliveira.
Placar: 0-1, Júnior Urso, min 22; 1-1, Rithely, min 24; 1-2, Robinho, min 29; 1-3, Patric, min 41; 2-3, Gabriel Xavier, min 44; 2-4, Robinho, min 47;3-4, Edmílson, min 73; 4-4, Diego Souza, min 73;
ÁRBITRO: Rodrigo Nunes de Sá (RJ), auxiliado por Rodrigo Henrique Corrêa (Fifa-RJ) e Dibert Pedrosa Moisés (RJ). Cartões amarelos: Samuel Xavier (Sport); Marcos Rocha e Tiago (Atlético-MG).
INCIDENCIAS: Partida válida pela sexta rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, disputada no estádio da Ilha do Retiro, em Recife, Pernambuco. Público: 14.170. Renda: R$ 205.345,00.

Sport e Atlético-MG entraram em campo neste domingo (5), na Ilha do Retiro, em Recife, Pernambuco, para fazer um dos melhores jogos da temporada. O Galo conseguiu ficar na frente do placar por duas vezes e chegou a fazer 4 a 2, no entanto, o Leão buscou uma reação surpreendente no segundo tempo e evitou uma derrota, deixando o confronto na igualdade por 4 a 4. Robinho fez dois de pênaltis, Júnior Urso e Patric fizeram os outros do alvinegro, enquanto Rithely, Gabriel Xavier, Edmílson e Diego Souza marcaram para o rubro-negro.

Com o resultado desta tarde, o Sport deixa a zona de rebaixamento e sobe para a 16ª colocação, com cinco pontos, mas precisará torcer contra o Cruzeiro para não voltar ao Z-4 ao fim da rodada. Já o Atlético-MG fica na 14ª posição, com sete pontos.

A sétima rodada da Série A do Campeonato Brasileiro será realizada apenas no próximo final de semana. O Sport vai entrar em campo no domingo (12), às 11h00, para fazer um embate com o Coritiba, no estádio Couto Pereira, em Curitiba, no Paraná. Já o Atlético-MG vai fazer no mesmo dia, mas às 16h00, o clássico com o rival Cruzeiro, na Arena Independência, em Belo Horizonte, Minas Gerais. 

Galo mostra superioridade e abre vantagem com ótimo desempenho de Robinho

O confronto começou sem grandes emoções. O Sport encontrava dificuldades na saída de bola e, consequentemente, para trabalhar pelo meio-campo. Já o Atlético-MG se postava bem, com as linhas de marcação definida e marcando sempre no campo de ataque. Os donos da casa tentaram assustar pela primeira vez aos sete minutos, quando Serginho cobrou falta buscando o ângulo esquerdo de Victor e errou o alvo. A resposta atleticana veio momentos depois, com Júnior Urso, que chutou para fora com perigo.

A primeira grande oportunidade de gol surgiu aos dez minutos em favor do Galo. Patric fez ótima jogada pela esquerda e cruzou na medida para Júnior Urso cabecear na pequena área. O volante só não comemorou o tento por conta do goleiro Magrão, que fez grande defesa. O Leão pernambucano só veio chegar com perigo mesmo aos 17 minutos, quando Rithely acertou linho passe para Samuel Xavier e o lateral-direito foi até a linha de fundo cruzar para Edmílson chutar e Victor defender bem.

Os mandantes foram melhorando aos poucos e tornando-se mais ofensivo. Diego Souza deixou Renê na cara do gol, com grande passe, e o lateral, ao invés de chutar, acabou tentado cruzar para Edmílson, facilitando o corte do adversário. No entanto, o Galo foi quem abriu o placar. Júnior Urso fez bela tabela com Robinho, saiu livre na cara do gol e tocou na saída de Magrão para felicidade do torcedor alvinegro.

A equipe rubro-negra não se abateu e foi tentar o empate. O Leão acabou conseguindo igualar o marcador aos 24 minutos. Em jogada trabalhada pela direita, a defesa alvinegra afastou e Rithely pegou o rebote na entrada da área. Ele dominou com qualidade e acertou um lindo chute no canto, fazendo o um golaço para delírio do torcedor leonino. Entretanto, o Galo logo voltou a ficar na frente. Robinho caiu dentro da área, após choque com Durval, e o árbitro marcou pênalti. O próprio atacante cobrou chutando no meio e desempatou o embate.

O Galo era bastante superior dentro de campo. A defesa rubro-negra não conseguia se postar em campo e via as chegadas perigosas sempre acontecer. Desta maneira, o terceiro gol virou questão de tempo e aconteceu aos 41 minutos. Robinho acertou lindo passe pelo meio, o sistema defensivo ficou olhando e Patric tocou na saída de Magrão para felicidade atleticana. O Leão veio diminuir aos 44 minutos, com Gabriel Xavier, que aproveitou o ótimo passe após linda jogada de Diego Souza.

A equipe visitante, entretanto, não quis saber de ficar apenas com um gol de vantagem. Robinho encontrou espaço na entrada da área, avançou e acabou sendo derrubado por Serginho dentro da grande área. Robinho, novamente, pegou a bola e cobrou a penalidade com qualidade, sem chance para Magrão que acertou o lado. Assim, o primeiro tempo foi encerrado no 4 a 2 para os visitantes.

Sport consegue reação surpreendente e evita derrota

Para o segundo tempo, os dois técnicos resolveram manter as mesmas formações da primeira etapa. Com a bola rolando, o Atlético-MG continuou com bastante superioridade, encontrando muita facilidade para trabalhar a bola no campo de ataque, pois a defesa do Sport continuava muito desorganizada. Júnior Urso, com liberdade, apareceu livre na área aos três minutos e cabeceou para fora, com perigo. Depois, ele recebeu bom cruzamento de aos sete minutos e finalizou para fora, novamente livre. 

Mesmo com o time sendo superior, o técnico Marcelo Oliveira resolveu mudar no setor de ataque para ganhar mais velocidade e aumentar a vantagem no contra-ataque. Ele tirou o atacante Carlos e colocou o meia-atacante Carlos Eduardo. O Sport veio tentar diminuir o placar mesmo aos 18 minutos. Edmílson recebeu de Renê e chutou colocado para fora, com desvio. Depois, Everton Felipe levantou a bola na área e Matheus Ferraz cabeceou, com perigo, no canto direito.

O Sport melhorou o desempenho no setor ofensivo e começou a encontrar mais espaços para chegar com perigo. Contudo, as jogadas do Leão estavam se tornando previsíveis para o adversário, pois sempre eram cruzamentos pelo lado direito. O técnico Marcelo Oliveira tirou o principal jogador do confronto, o atacante Robinho, para colocar o jovem Pablo. Já Oswaldo de Oliveira colocou Lenis no lugar de Everton Felipe.

A equipe da casa conseguiu diminuir o placar aos 28 minutos. Diego Souza acertou lindo passe para Gabriel Xavier, que entrou na área, limpou a marcação e tocou para Edmílson mandar para o fundo das redes. Momento depois, o meia-atacante Diego Souza deu um belo chapéu em Tiago e sofreu uma falta. Ele pegou a bola e cobrou com perfeição, tirando qualquer chance de defesa do goleiro Victor.

O Galo, entretanto, voltou a atacar e quase fez o gol. Patric recebeu na entrada da área e chutou de primeira, acertando a trave. A resposta do Leão foi imediata. Lenis fez grande tabela com Serginho, entrou na área e bateu cruzado, com muito perigo. Os dois times continuaram tentando balançar as redes, mas não lograram êxito. Desta maneira, o confronto foi encerrado no empate por 4 a 4.