Com golaços, Vasco busca virada nos acréscimos sobre Santos e segue na cola do G-7

Peixe sai na frente mas leva virada nos acréscimos, e vê distância para o título ficar maior; Cruzmaltinos seguem na luta por uma vaga na Libertadores

Com golaços, Vasco busca virada nos acréscimos sobre Santos e segue na cola do G-7
Foto: Nelson Costa/Vasco.com.br
Santos
1 2
Vasco
Santos: VANDERLEI; VICTOR FERRAZ, LUCAS VERÍSSIMO, DAVID BRAZ (LUIZ FELIPE) E CAJU; RENATO, ALISON (KAYKE) E LUCAS LIMA; ARTHUR GOMES (Copete), RICARDO OLIVEIRA E BRUNO HENRIQUE
Vasco: Gabriel Féliz (Jordi); Gilberto, Breno, Paulão e Henrique; Jean (Evander), Wellington, Yago Pikachu (Eder Luis), Paulinho e Nenê; Andrés Rios
Placar: 1-0, Ricardo Oliveira. 1-1, Evander. 1-2, Nenê
ÁRBITRO: WILTON PEREIRA SAMPAIO (FIFA/GO), AUXILIADO POR BRUNO RAPHAEL ALVES (FIFA/GO) E LEONE CARVALHO ROCHA (GO)
INCIDENCIAS: PARTIDA VÁLIDA PELA 33ª RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO DE 2017, REALIZADA NO ESTÁDIO URBANO CALDEIRA, A VILA BELMIRO, EM SANTOS/SP

Na noite desta quarta-fera (08), o Santos que precisava de uma vitória para seguir na cola do líder Corinthians, jogou mal e foi derrotado pelo Vasco por 2 a 1, na Vila Belmiro, em Santos, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro, encerrando um jejum de 14 anos sem vitória da equipe carioca na Vila Belmiro. O Peixe abriu o placar com Ricardo Oliveira, Evander empatou a partida e Nenê nos acréscimos, virou a partida para a equipe carioca.

Com a derrota, o Santos perdeu uma posição, e foi ultrapassado pelo Grêmio. O time da Baixada Santista teve sua distância aumentada para o Corinthians para nove pontos. Já o Vasco, com a vitória, cola no G-7 e fica na oitava posição, apenas dois pontos atrás do sétimo, o rival Flamengo. Na próxima rodada, o Peixe vai até Chapecó enfrentar a Chapecoense, enquanto o Vasco recebe o São Paulo, no São Januário.

Vasco joga melhor e pressiona o Santos

Mesmo jogando fora de casa, foi o Vasco que avançou suas linhas e começou pressionando. Primeiro aos sete minutos, com Gilberto. Paulinho fez uma bela jogada pela direita, passou como quis por Caju e rolou para Gilberto. Dentro da área, o lateral bateu cruzado, e a bola foi para fora. Um minuto depois, o Santos saiu jogando errado, Jean roubou a bola e arriscou de fora da área. A bola desviou e foi para escanteio, assustando Vanderlei.

O Vasco continuou pressionando. Em cobrança de escanteio, Nenê bateu fechado, buscando o gol olímpico. A bola bateu na trave, e Vanderlei espalmou para fora. O Santos tentou responder. Victor Ferraz achou Ricardo Oliveira livre na entrada da área. O atacante bateu de canho, e Gilberto conseguiu desviar para escanteio.

Aos 19 minutos, David Braz arriscou chute de muito longe, e Gabriel Félix defendeu em dois tempos, sem problemas para o goleiro. Nove minutos depois, Nenê recebeu pelo meio e arriscou de fora da área. A bola passou muito perto da trave direita.

O Santos quase abriu o placar nos acréscimos. Bruno Henrique é lançado na esquerda e cruzou para Ricardo Oliveira. O veterano se antecipou a Breno, mas pegou mal na bola e isolou.

Santos sai na frente, mas leva virada nos acréscimos

Na segunda etapa, o Santos teve a chance para abrir o placar com sete minutos. Em boa jogada de Bruno Henrique pela esquerda, ele rolou para Ricardo Oliveira, que furou a bola na entrada da área. Doze minutos depois, o Alvinegro da Vila Belmiro abriu o placar. Em belo lançamento de Lucas Lima, Ricardo Oliveira dominou a bola no peito e bateu para o fundo do gol.

Aos 28, o Vasco começou a arriscar chutes de fora da área. Primeiro com Evander, que com liberdade chutou forte, e Vanderlei espalmou. Três minutos depois, Wellington pegou sobra na entrada da área e bateu firme, mas a bola foi para fora.

Aos 39, na terceira tentativa de Evander, de fora da área, ele conseguiu. O meia acertou um chute lindo de fora da área, Vanderlei ainda tocou na bola, mas não conseguiu evitar o gol vascaíno. E aos 47, em cobrança de falta, Nenê bateu com categoria e colocou no canto esquerdo de Vanderlei, que nem chegou perto.