Weidman elogia Machida e relembra lesão de Anderson Silva: "Eu não fiquei feliz depois da luta"

Chris Weidman era esperado para fazer sua segunda defesa de cinturão contra o brasileiro Vitor Belfort em 24 de Maio de 2014 no UFC 173. Porém, devido a proibição do uso de TRT (tratamento do qual Belfort é adepto) no estado de Nevada, Belfort teve que se retirar da luta, pois não teria tempo para se acostumar sem o uso da TRT. O UFC decidiu colocar Lyoto Machida em seu lugar e a luta foi remarcada para 24 de julho do mesmo ano. Porém, Weidman se lesionou e a luta foi adiada para 5 de Julho de 2014 no UFC 175.

Weidman venceu duas vezes Anderson Silva, na época em que o brasileiro era considerado o melhor lutador do planeta, posto que hoje provavelmente pertence a Jon Jones. O lutador participou do treino aberto de quarta-feira (2) no Fashion Show Mall, em Las Vegas, e comparou Machida e Silva, dizendo que seu rival do próximo sábado (5) é mais completo e perigoso, além de ser mais forte fisicamente.

"É difícil comparar, mas acho que o Lyoto é mais completo do que o Anderson Silva. Digo isso em relação ao quanto ele é perigoso na trocação e na movimentação. O Anderson Silva também tinha isso, mas acho que o Lyoto tem mais. O wrestling dele também é melhor. E, fisicamente, é um pouco mais forte", afirmou o lutador em bate-papo com jornalistas.

O americano é considerado favorito no duelo contra o brasileiro. Muitos apostam na vitória de Weidman, mas ele diz que não subestima seu oponente.

"Não sei se ele está sendo subestimado. Eu não estou subestimando o Lyoto", afirmou o dono do cinturão.

O campeão também recordou as duas vitórias sobre Anderson Silva, afirmando que aconteceram graças ao estudo do modo de lutar de Silva. Weidman também lamentou a lesão de Anderson, dizendo que não conseguiu comemorar a vitória sobre o brasileiro.

"Na primeira vez que nocauteei o Anderson, disseram que tive sorte porque ele estava com as mãos abaixadas. Mas é isso o que ele faz, e eu foquei nisso. O trabalho dele é dar socos na cara dos outros, e o meu também. Ele levou um soco na cara e caiu. Faz parte do esporte. A segunda luta definitivamente não terminou da maneira como eu queria. Ver uma lesão daquelas é terrível. O que você quer é nocautear ou finalizar o adversário. Aquilo não é normal. Eu não fiquei feliz depois da luta. Eu mal conseguia sorrir. Até tentei, meus treinadores me incentivavam. Mas acho que eu tive uma vitória limpa", lembrou Weidman.

UFC 175
5 de julho de 2014, em Las Vegas (EUA)
CARD PRINCIPAL
Peso-médio: Chris Weidman x Lyoto Machida
Peso-galo: Ronda Rousey x Alexis Davis
Peso-pesado: Stefan Struve x Matt Mitrione
Peso-médio: Uriah Hall x Thiago Marreta
Peso-galo: Russell Doane x Marcus Brimage
CARD PRELIMINAR
Peso-galo: Urijah Faber x Alex Caceres
Peso-meio-médio: Ildemar Marajó x Kenny Robertson
Peso-médio: Chris Camozzi x Bruno Carioca
Peso-galo: Rob Font x George Roop
Peso-médio: Luke Zachrich x Guilherme Bomba
Peso-médio: Kevin Casey x Bubba Bush

VAVEL Logo