Com atuações dominantes, Miocic e Joanna vencem e mantém os seus cinturões no UFC 211

Com atuações dominantes, Miocic e Joanna vencem e mantém os seus cinturões no UFC 211

A brasileira Jessica Andrade sucumbiu ao poder da polonesa Joanna Jedrzejczyk ao ser derrotada na decisão; Junior Cigano foi nocauteado em 2m22s por Stipe Miocic no primeiro round

diiegorod
Diego Rodrigues

O palco do UFC 2011 foi montado na American Airlines Arena, em Dallas. Para a luta principal do evento, foi marcado o reencontro entre o ex-campeão peso-pesado Junior "Cigano" dos Santos e o americano Stipe Miocic. Ambos haviam se enfrentado em 2014, quando o brasileiro levou a melhor na decisão dos juízes. Os segundos iniciais da revanche foram de estudo entre os atletas, o brasileiro começou a soltar chutes baixos na perna esquerda do campeão, que pareciam incomodar o americano.

Porém, aos poucos Miocic foi dominando as ações do combate e encurralando o brasileiro na grade. O campeão soltava boas combinações de golpes, até que sem espaço para resistir as investidas de Miocic, Cigano foi acertado por um cruzado em cheio no pé da orelha e desabou. Por cima no solo, Miocic desferiu alguns golpes e viu Herb Dean encerrar o combate com 2m22s do primeiro round.

Joanna domina Jessica Andrade e se mantém campeã da categoria peso-palha

A brasileira Jessica "Bate-Estaca" Andrade foi resistente e lutou com garra, porém, não foi suficiente para vencer a campeã Joanna Jedrzejczyk e tomar o cinturão da categoria peso-palha. Dois anos após voltar à arena em Dallas onde sagrou-se campeã, Jedrzejczyk dominou a desafiante e venceu na decisão unânime dos jurados (50-45, 50-44 e 50-45).

A segunda luta mais importante do evento, começou com a campeã trabalhando muito bem os golpes na longa distância. Todas as investidas da brasileira eram frustradas e os seus golpes acabavam acertando o vazio. Andrade andava em direção a polonesa e tentava pressionar. Durante a luta, Jessica Andrade conseguiu derrubar a campeã, porém, a mesma batia no chão e rapidamente conseguia se reerguer. 

Com o passar dos rounds, Jedrzejczyk foi deixando cada vez mais claro o seu domínio e o motivo pelo qual reina na categoria. Com um footwork de muita qualidade e trabalhando perfeitamente os ângulos para acertar golpes, com um preparo físico impecável, aos poucos foi minando sua adversária e a cada minuto que se passava, dava mais um passo para a vitória. 

A vitória de Joanna Jedrzejczyk marcou sua quinta defesa de título bem sucedida. Número este que se iguala ao de Ronda Rousey como recordista de defesas de título em categorias femininas.

Joanna Jedrzejczyk igualou recorde de Ronda Rousey com a vitória sobre a brasileira Jessica Andrade (Imagem: Getty Images)
Joanna Jedrzejczyk igualou recorde de Ronda Rousey com a vitória sobre a brasileira Jessica Andrade (Imagem: Getty Images)

Demian supera Masvidal e recebe promessa pela disputa de cinturão

O brasileiro venceu a sétima luta seguida na categoria meio-médio do UFC e recebeu a promessa de Dana White que será o próximo desafiante de Tyron Woodley pelo cinturão da categoria. Nesta ótima sequência de vitórias, contra Masvidal foi onde Demian encontrou maiores dificuldades. Segundo o próprio brasileiro, Masvidal "é o melhor lutador de jiu-jítsu que enfrentou no UFC".

No combate, logo aos quatro minutos Demian na base da insistência conseguiu grudar no americano e o fez cair sobre e logo estava nas costas do adversário. Jorge Masvidal conseguiu se levantar, porém, com Demian mochilado nas suas costas. O round inteiro foi de domínio do brasileiro, onde tentava encontrar brechas para encaixar o mata-leão e seguia agarrado as costas do americano. Masvidal só conseguiu escapar faltando 10 segundos para acabar o round, quando o brasileiro desequilibrou-se e o americano caiu por cima soltando golpes fortes.

Início do segundo o cenário tornou-se um pouco diferente. O americano conseguia defender as investidas de queda, dominava o centro do octógno e ia soltando chutes para minar o brasileiro. Demian parecia cansado e suas entradas para derrubar eram telegradas. Na metade do round, o americano aceitou o jogo de solo e acabou raspado por Maia. O brasileiro voltou a ter controle na luta, mas sem oferecer riscos semelhantes ao do primeiro round.

A primeira metade do último round do combate foi de mais cautela. Novamente Masvidal ia controlando o combate e acertando chutes e socos que machucavam o brasileiro. Numa das tentativas, Maia segurou o chute, empurrou o americano contra a grade e caiu por cima, onde ficou por até o final da luta.

Após o anúncio oficial da vitória, o brasileiro ajoelhou-se em frente a Dana White que estava na platéia, e ouviu a confirmação que é o próximo desafiante da categoria.

Ao comemorar a vitória, Demian ouviu de Dana White que será o próximo desafiante da categoria meio-médio (Imagem: Getty Images)
Ao comemorar a vitória, Demian ouviu de Dana White que será o próximo desafiante da categoria meio-médio (Imagem: Getty Images)

Edgar castiga, deixa olho de Yair Rodriguez deformado e vence por nocaute técnico

O encontro de gerações entre Yair "Pantera" Rodriguez e Frankie "The Answer" Edgar, foi um choque de realidade para o mexicano. Embalado por uma sequência de vitórias, Pantera mostrou-se não estar preparado para enfrentar os atletas da elite da categoria peso-pena.

Logo no ínicio do combate, o ex-campeão peso-leve e já desafiante da categoria peso-pena, Edgar fez valer da sua velocidade e rapidamente conseguiu grudar no mexicano para que concluísse a queda, onde castigou com fortes golpes até o final do round. Um machucado na parte inferior do olho esquerdo do Pantera já era visível, além do sangue que marcava o rosto.

No segundo tempo de luta, mais do mesmo. "The Answer" derrubou novamente voltou a massacrar o mexicanno no ground and pound com socos e cotoveladas. Com o acúmulo de golpes, o machucado de Rodriguez ia crescendo e prejudicando a visão do atleta. Ao soar o gongo do final do round, os médicos analisaram a situação do mexicano e decidiram encerrar a luta. Assim, Frankie Edgar embala a sua segunda vitória, desta vez por nocaute técnico (interrupção médica) e se mantém nos postulantes da categoria peso-pena.

O ground and pound de Frankie Edgar foi determinante ao causar a lesão de Rodriguez que culminou a interrupção médica (Imagem: Getty Images)
O ground and pound de Frankie Edgar foi determinante ao causar a lesão de Rodriguez que culminou na interrupção médica (Imagem: Getty Images)

Luta morna abriu o card principal

A luta de abertura do card principal se deu entre Krzysztof Jotko e Ex-campeão do WSOF, David Branch. Numa luta que chegou a ser vaiada pelo público presente na American Airlines Arena, os atletas travaram um combate truncado e pouco empolgante. Ex-campeão do WSOF, Branch levou a melhor por decisão dividida dos jurados (29-28, 28-29 e 29-28), estreou com o pé direito no Ultimate e manteve uma invencibilidade que dura desde 2012.

(Imagem: Getty Images)
(Imagem: Getty Images)

Resultados oficiais

CARD PRINCIPAL

Stipe Miocic venceu Junior Cigano por nocaute técnico aos 2m22s do R1
Joanna Jedrzejczyk venceu Jéssica Bate-Estaca por decisão unânime (50-45, 50-44, 50-45)
Demian Maia venceu Jorge Masvidal por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)
Frankie Edgar venceu Yair Rodríguez por nocaute técnico (interrupção médica) aos 5m do R2
David Branch venceu Krzysztof Jotko por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)


CARD PRELIMINAR
A luta entre Eddie Alvarez e Dustin Poirier foi declarada sem resultado
Jason Knight venceu Chas Skelly por nocaute técnico aos 39s do R3 
Chase Sherman venceu Rashad Coulter por nocaute técnico aos 3m36s do R2
James Vick venceu Marco Polo Reyes por nocaute técnico aos 2m31s do R1
Courtney Casey venceu Jessica Aguilar  por decisão unânime (triplo 30-27)
Enrique Barzola venceu Gabriel Benítez por decisão unânime (triplo 29-28)
Gadzhimurad Antigulov venceu Joachim Christensen por finalização aos 2m21s do R1

VAVEL Logo