Mesmo lesionados, Mayra Bueno e Sakai vencem e são destaques do card Preliminar no UFC São Paulo
Marcelo Coelho/Vavel Brasil

Mesmo lesionados, Mayra Bueno e Sakai vencem e são destaques do card Preliminar no UFC São Paulo

Do Bronx vence por finalização e quebra recorde do UFC; brasileiros dominam as vitórias

MCoelho
Marcelo Coelho

A primeira luta da noite começou bem para os brasileiros. Lívia Souza venceu sua oponente com uma boa finalização em cima da americana Alex Chambers. A vitória veio ainda no primeiro round, no primeiro minuto de luta; a brasileira conseguiu derrubar a Chambers e no chão finalizou sua oponente.

Ao som de MC Davi, Eliseu Capoeira garantiu a segunda vitória dos brasileiros na noite. Encontrando dificuldades frente a Luigi Vendramini, Capoeira quase foi finalizado duas vezes no primeiro round, mas conseguiu se recuperar. No segundo, não demorou para Eliseu encontrar uma brecha e acertar uma joelhada certeira no australiano, e nocautear seu oponente.

Thales Leites fez valer a supremacia brasileira no card preliminar. Por decisão dos juízes, Leites venceu o seu oponente, Hector Lombard. No primeiro round o brasileiro tomando as primeiras decisões em cima de Lombard, conseguindo acertar alguns golpes. Já no segundo o oponente levou perigo e assustou os torcedores no ginásio do Ibirapuera. No último round o brasileiro foi mais incisivo e quase finalizou Lombard duas vezes, levando-o ao sangramento no octógono. Os juízes entenderam que o brasileiro foi melhor na luta e decidiram pela vitória do brasileiro.

Marcelo Coelho / VAVEL Brasil
Marcelo Coelho / VAVEL Brasil

Mayra Bueno Silva encontrou muitas dificuldades contra Gillian Robertson no começo da luta. A americana levava a brasileira para o chão e tentava finalizar a rival, mas Mayra conseguiu suportar bem a pressão e se levantou. Em pé, a brasileira conseguiu acertar duas boas cotoveladas e atordoou a oponente. No fim do primeiro round, quando parecia que a brasileira ia perder no chão, Bueno Silva conseguiu finalizar Gillian Robertson com uma espetacular chave de braço.

Marcelo Coelho/VAVEL Brasil
Marcelo Coelho/VAVEL Brasil

Serginho Moraes começou com tudo sua luta contra o americano Ben Sauders. Com ótimos socos e chutes em direção ao rival, o brasileiro derrubou o oponente e buscou finalizar com uma chave de braço, mas Saunders soube se segurar e foi salvo pelo bongo ao terminar o primeiro round quase sendo finalizado pelo brasileiro. O segundo round continuou tendo a luta no chão, com Moraes mantendo a superioridade no octógono e quando encontrou a oportunidade perfeita finalizou o americano, levando a torcia ao delírio.

Augusto Sakai e Chase Sherman começaram a luta se estudando muito, evitando partirem para cima. Embalado pela torcida presente, Sakai foi quem mais arriscou acertar o rival, buscando abrir a guarda do rival com socos, mas não conseguiu evoluir seus ataques. O segundo round foi melhor para o brasileiro, que conseguiu atordoar o americano com fortes socos e chutes, mas ficou cansado e não conseguiu acabar com a luta. O último round foi decisivo para o Augusto Sakai, que nocauteou o americano com uma sequência de cotoveladas, socos e joelhadas.

Marcelo Coelho/VAVEL Brasil
Marcelo Coelho/VAVEL Brasil

Ryan Spann decretou a primeira derrota brasileira da noite. No primeiro round o brasileiro ainda conseguiu arrancar uma animação da torcida levando o americano duas vezes para o solo, e acertando belos golpes. No segundo round Luis Henrique KLB continuou apostando com a luta no solo, sempre derrubando o americano e desferindo socos e cotoveladas em seu rosto, mas quase viu a derrota quando Spann escapou e mandou um mata-leão no brasileiro, que por pouco não foi finalizado. O último round foi decisivo para o americano, que conseguiu reverter o jogo no solo e golpeou o brasileiro várias vezes. Os juízes decidiram que a vitória deveria ser do americano Ryan Spann, que comemorou bastante.

Com um começo de luta eletrizante, Francisco Massaranduba e Evan Dunham proporcionaram uma das melhores lutas do card preliminar. O americano foi quem tomou a iniciativa no round, chegando a acertar dois socos que deixaram o brasileiro atordoado, mas que soube se recuperar e acertar uma bela joelhada em Dunham. O segundo round começou equilibrado, mas aos poucos o brasileiro foi conseguindo encaixar seus golpes e acertou uma linda joelhada na costela do americano, que caiu imediatamente nocauteado, levando a torcida à loucura. Evan Dunham se despediu dos octógonos de uma maneira amarga, mas recebeu o carinho e os aplausos da torcida brasileira por sua carreira.

Charles do Bronx passou sufoco, mas conseguiu finalizar Giagos. O primeiro round foi melhor para o americano, que se defendeu bem das investidas do brasileiro e acertou alguns golpes certeiros. No segundo round a história foi diferente; o brasileiro se impôs no octógono e desferiu socos e chutes no adversário, e quando foi ao chão não perdoou e finalizou Giagos. Com essa mais essa vitória por finalização, o brasileiro quebrou o recorde do UFC com 11 finalizações.

VAVEL Logo

    Luta Notícias

    há um mês
    há 2 meses
    há 2 meses
    há 3 meses
    há 5 meses
    há 5 meses
    há 8 meses
    há 8 meses
    há 9 meses
    há 9 meses