Desempenho da McLaren frusta Pérez: "Estamos muito longe das vitórias"
Piloto mexicano conseguiu terminar na zona de pontuação apenas três vezes em 2013 (Foto: Reprodução/BBC)

O mexicano Sergio Pérez declarou nesta segunda-feira que a McLaren continua muito longe de brigar por vitórias na atual temporada. Com desempenho decepcionante, a escuderia inglesa está atrás das escuderias rivais e ocupa apenas o sexto posto no Mundial de Construtores, atrás até da Force India. Segundo o piloto, a equipe precisa melhorar para poder pensar em vitórias ainda em 2013.

No próximo fim de semana será disputado o Grande Prêmio do Reino Unido no Circuito de Silverstone, válido como oitava prova do Mundial de Fórmula 1. Após três semanas de intervalo para o GP do Canadá, as equipes tiveram chance para consertar os problemas e apresentar um novo pacote aerodinâmico. Mas nada que aumente a confiança do piloto mexicano.

"Eu penso que nós estamos muito longe disto (de vencer). Nós temos que fazer grandes atualizações, grandes melhores", lamentou. "No momento nós estamos um segundo por volta mais lento (que os principais carros). Então nós não estamos na posição que queremos. Você não vence corridas estando um segundo atrás do líder", acrescentou.

Quando foi anunciado como substituto de Lewis Hamilton, o piloto de 23 anos ganhava uma chance em uma equipe de ponta logo em sua terceira temporada na Fórmula 1. Após dois pódios em 2012 com a Sauber, a expectativa era de brigar por vitórias. Porém, a melhor colocação de Pérez foi o sexto lugar conquistado no Bahrein. Ele soma 12 pontos após sete provas e está atrás do companheiro Jenson Button.

Com os dois pilotos mais de 100 pontos atrás do primeiro colocado Sebastian Vettel e sem expectativa de melhora, o ideal já seria planejar a próxima temporada, segundo o mexicano. "Nós queremos vencer, nós somos uma equipe vencedora. A prioridade é maximizar este ano, tentar e ter os melhores resultados possíveis e então olhar para o futuro".

"Eu definitivamente gostaria de estar em uma colocação muito melhor da que estou agora. Chegar aqui (McLaren) e brigar por vitórias em vez de tentar tantas vezes, mas assim é a vida e assim é a Fórmula 1. Não há garantias de nada", completou.

VAVEL Logo