Barty vira para cima de Collins e avança à final em Adelaide
Foto: Divulgação/WTA

A #1 Ashleigh Barty está na final do WTA de Adelaide, na Austrália, torneio preparatório para o primeiro Grand Slam do ano. A dona da casa garantiu a vaga na decisão após derrotar de virada a #27 Danielle Collins. O placar foi de 2 sets a 1, com parciais de 3/6, 6/1 e 7/6(5), nesta sexta-feira (17).

Collins vinha de ótima campanha no torneio até então. Ela já havia passado por nomes como Sofia Kenin e Belinda Bencic no caminho e chegou com confiança na semifinal. Dessa vez, o desafio era bem mais complicado, com a número um do mundo pela frente, mas quase que ela consegue surpreender mais uma vez.

Barty foi bastante precisa em seu serviço na maior parte do mundo, com 14 aces no total e 80% de aproveitamento com o primeiro saque. Porém, o seu primeiro game sacando não foi assim, ela demorou para embalar, e a adversária se aproveitou disso. Com a quebra de vantagem desde o início, Collins fechou a porta, não deu chance para a outra no set inicial e abriu 1 a 0 após aplicar o 6/3.

Ao estar atrás no placar, a australiana fez aparecer a maior razão pela qual está no topo do ranking: a variação e leitura de jogo. O seu preciso slice foi o maior diferencial. Ela se aproveitou do fato de Collins cair de 76% para 48% de primeiro saque em quadra e fez os pontos demorarem mais, situação em que fica bem mais confortável que a oponente.

Assim, Barty mandou no jogo no segundo set. Por pouco a tenista não conseguiu um pneu - Collins foi quebrada duas vezes e ainda enfrentou dois break points no seu terceiro game de saque, mas conseguiu salvar ambos. Mesmo assim, a dona da casa passeou e venceu por 6/1 para empatar o marcador geral.

O terceiro set, porém, voltou a ser equilibrado. As duas tenistas só tiveram um game fraco cada, em seus serviços, que gerou uma quebra em seguida da outra no meio da parcial. No restante, elas confirmaram com contundência e fizeram o tiebreak chegar de forma rápida.

No desempate, o cenário foi justamente o contrário, com mini-breaks para todos os lados. Ao final, Barty levou a melhor com uma pequena quebra a mais. 7-5 para fechar o set final em 7/6 e a partida em 2 a 1.

Com a vitória, a número 1 do mundo chega pelo terceiro ano consecutivo à uma final na segunda semana do ano. Sua vontade pelo título será grande já que perdeu nas duas oportunidades anteriores, no WTA de Sydney. Angelique Kerber triunfou em 2018 e Petra Kvitova no ano passado.

A australiana irá em busca do primeiro título em casa contra a #24 Dayana Yastremska, que também vem de ótima campanha no Adelaide International. A ucraniana passou por Donna Vekic nas quartas de final e surpreendeu a #12 Aryna Sabalenka nas semis.

VAVEL Logo