Bronze em 2016, Kvitova cai para van Uytvanck na segunda fase em Tóquio; Badosa derruba Swiatek
Belga segue à terceira rodada (Foto: Divulgação/ITF)

Após conseguir o pódio nas Olimpíadas do Rio 2016, a #13 Petra Kvitova caiu logo na segunda rodada em Tokyo 2020. Na madrugada desta segunda-feira (26), a ex-número 2 do mundo perdeu para a #59 Alison van Uytvanck, de virada. A belga anotou 5/7, 6/3 e 6/0, em 2h12.

Esta foi a melhor vitória de van Uytvanck em termos de ranking no ano. As duas já haviam se enfrentado uma vez, em São Petersburgo no ano passado, com vitória de Kvitova.

Na primeira parcial, Kvitova teve a chance de sacar para sair na frente em 5/3, oportunizou dois set points, mas foi quebrada pela primeira vez no jogo. No 12º game, porém, van Uytvanck não conseguiu levar para o tiebreak e foi rejeitada mais uma vez: 7/5, em 53 minutos.

Van Uytvanck, porém, reagiu. No total, a belga venceu 62% dos pontos no saque de Kvitova e só foi quebrada uma vez depois do primeiro set. A tcheca teve 3/2 no primeiro set, mas não venceu mais nenhum game depois disso.

A ex-número 2 do mundo não conseguiu reagir bem à frustração de perder a segunda parcial e cometeu 19 erros não-forçados no set decisivo - ela tinha feito 13 no primeiro e cinco no segundo. Vencendo os últimos dez games da partida, van Uytvanck saiu com a vitória.

Na segunda rodada das Olimpíadas 2020, van Uytvanck encara a #9 Garbiñe Muguruza, que vem de vitória sobre a #48 Qiang Wang. A espanhola venceu três dos quatro confrontos contra a belga.

Badosa elimina Swiatek

Em grande fase, a #29 Paula Badosa conquistou sua segunda maior vitória na carreira e desbancou a #8 Iga Swiatek em Tóquio. A espanhola anotou 6/3 e 7/6(4), em 1h50, no primeiro confronto entre as duas na história. Com isso, ela manteve o 100% em nove partidas das tenistas femininas da Espanha nas Olímpiadas.

Swiatek esteve em um dia instável no serviço, com seis duplas faltas, 55% dos pontos vencidos com o primeiro set e 54% com o segundo. Por outro lado, Badosa jogou muito com o primeiro saque - encaixou 82% -, o que foi decisivo para ela ceder poucos break points (cinco) e apenas duas quebras. 

Ao final do jogo, Swiatek se emocionou e chorou de frustração pela eliminação precoce.

Na terceira rodada, Badosa encara a argentina #38 Nadia Podoroska, que vem de grande vitória sobre a #34 Ekaterina Alexandrova. Este será o primeiro confronto entre as duas.

VAVEL Logo