Bia Haddad supera Pliskova nas semifinais do WTA 1000 de Toronto e vai à maior final da carreira
Foto: Divulgação/National Bank Open

A trajetória da #24 Beatriz Haddad Maia na temporada 2022 teve mais um histórico capítulo escrito neste sábado (13). A brasileira bateu a #14 Karolina Pliskova nas semifinais do WTA 1000 de Toronto e se classificou para a maior final de sua carreira, a quarta no total. Bia Haddad anotou 6/4 e 7/6(7) diante da ex-número 1 do mundo, em 2h03.

Este foi o terceiro confronto entre elas, e o segundo triunfo de Bia Haddad. Com a campanha no Canadá, a brasileira deve assumir, no mínimo, a 16ª colocação do ranking mundial e é a primeira tenista do país a ir à três decisões em um ano na Era Aberta e também a primeira na final de um WTA 1000.

Brasileira na final

Vindo de vitórias sobre Fernandez, Swiatek e Bencic, Bia Haddad começou muito bem a partida. Pliskova não conseguiu entrar nos ralis no início e, rapidamente, viu a brasileira abrir 5/1. Na reta final, porém, a ex-líder do ranking mundial aumentou a agressividade e reagiu. Ela salvou três set points no oitavo game e chegou a diminuir para 4/5.

No fim, porém, Bia Haddad conseguiu confirmar o serviço em 40-30 para sair na frente: 6/4, em 51 minutos. A brasileira fechou o primeiro set com apenas três winners, contra 13 de Pliskova, e dez erros não-forçados, quatro a menos que  tcheca. O diferencial, porém, acabou sendo a vantagem que ela abriu cedo e administrou para fechar a primeira parcial.

Atual vice-campeã do torneio, Pliskova conseguiu levar o bom momento para o segundo set. A tcheca abriu 3/0 e estava impenetrável no saque, até ter que servir para o jogo. Ao longo da parcial, Bia Haddad foi encontrando soluções, até que conseguiu a quebra no nono game, que encaminhou um tiebreak.

game desempate acabou sendo decidido no detalhe. Bia Haddad desperdiçou um match point em 6-5, salvou outro em 6-7 e, quando foi sacar novamente precisando sobreviver no jogo, Pliskova cometeu sua sexta dupla falta na partida e acabou eliminada.

Emocionada na entrevista após o jogo, Bia Haddad agradeceu o apoio da torcida e destacou que precisou ser paciente para vencer Pliskova, uma das tenistas que ela aprendeu muito assistindo. Sobre a grande temporada e a entrada garantida no top 20, Bia destacou o trabalho realizado. "Acho que o ranking e os resultados mostram o que eu e meu time fizemos nos últimos anos. Estou muito orgulhosa de todos nós".

Decisão definida

Na final do National Bank Open, Bia Haddad enfrenta outra ex-líder do ranking mundial, a #15 Simona Halep,, bicampeã do torneio. A romena bateu nas semis a #7 Jessica Pegula, de virada.

As duas já se enfrentaram três vezes, com uma vitória de Bia Haddad - em Birmingham, há menos de dois meses - e duas de Halep - em janeiro deste ano, no Australian Open, e em Wimbledon 2017. A final acontece neste domingo (14), às 14h30 (horário de Brasília).

VAVEL Logo