Robin Haase vence Schwartzman de virada e se classifica às semifinais de Montréal

Partida entre "surpresas" do torneio teve mais de duas horas de duração; com a vitória, holandês chegou à primeira semifinal de Masters de sua carreira

Robin Haase vence Schwartzman de virada e se classifica às semifinais de Montréal
(FOTO: Minas Panagiotakis/Getty Images)
Robin Haase
2 1
Diego Schwartzman

Nesta sexta-feira (11), Robin HaaseDiego Schwartzman se enfrentaram na quadra central de Montréal, em duelo válido pelas quartas de final do Masters canadense. Em jogo distinto para o argentino, oscilando erros e belos pontos, o holandês conseguiu a virada em 2h04 de partida, conseguindo avançar à uma semifinal de Masters pela primeira vez em sua carreira.

Schwartzman começou sacando com dificuldade e tendo break contra, mas salvou em duas oportunidades e conseguiu levar o primeiro game. Ambos seguiram confirmando seus serviços até o sexto game, onde Robin foi quebrado de zero. Porém, logo na sequência, foi o holandês quem jogou bem e conseguiu devolver a quebra.

O jogo firme do argentino costuma complicar muitos jogadores, pois sabe se defender com maestria e usa o peso de bola do adversário para o contra-ataque. No décimo game, com saque de Haase, Diego foi novamente preciso nas trocas de bolas, além de paciente. A quebra veio com forehand cruzado e winner, e assim o placar o set foi definido em 6/4.

A segunda parcial foi bem diferente para Diego. O argentino passou a cometer muitos erros não-forçados e rapidamente, com duas quebras abaixo, viu o placar de 4/1 para Haase. No sexto game, além de oscilar durante os pontos, um problema na arquibancada chamou a atenção do holandês, que reclamou com o juiz. Uma pessoa passou mal e estava sendo atendida.

Schwartzman não conseguiu repetir a boa atuação das fases anteriores (FOTO: Minas Panagiotakis/Getty Images)

Diego conseguiu a quebra de saque e, em sequência, lutou muito para conseguir confirmar seu serviço. Vendo o crescimento de seu adversário, Haase voltou a jogar simples e colocar a pressão do outro lado da quadra, buscando os erros de Schwarztman, que voltaram a aparecer. Outra quebra, desta vez decisiva para o holandês fechar em 6/3. Só neste segundo set, o argentino cometeu 22 erros não-forçados, contra 12 de seu adversário.

No início do decisivo set, os erros de Schwartzman continuaram sendo a tônica da partida. Haase, logo de cara, abriu três games de vantagem, demonstrando concentração e solidez. Seu adversário, por outro lado, parecia estar consternado, reclamando de si mesmo a cada erro. Robin, jogando firme nas trocas e errando pouco, fechou em 6/3 e assegurou sua vaga nas semifinais de Montréal.

Nas semifinais, Robin Haase enfrentará o suíço Roger Federer, cabeça de chave número 2. Federer precisou de apenas 1h08 para despachar o espanhol Roberto Bautista-Agut, parciais 6/4 6/4.

Tênis