Com virada histórica, Osasco vence Barueri e empata série nas quartas da Superliga
Foto: Reprodução/Twitter/Osasco

Com virada histórica, Osasco vence Barueri e empata série nas quartas da Superliga

Com espetáculo da torcida, Osasco se recupera após perder primeiro set por 25 a 5, vence por 3 a 2 e adia decisão da vaga para as semifinais

thais-alcantara
Thaís Alcântara

O ginásio José Liberatti foi palco de mais um capítulo memorável do Osasco. Pressionadas pela derrota no primeiro jogo, as osasquenses receberam o Barueri precisando da vitória para se manter vivo na Superliga Feminina. E, empurradas pelos torcedores, as donas da casa conseguiram uma reação após saírem perdendo por 2 a 0, e venceram por 3 sets a 2 (5/25, 17/25, 25/22, 25/20 e 15/11), forçando o terceiro jogo para decidir quem avança na competição.

O começo de partida não foi fácil para as mandantes, com show de Thaísa que comandava o ataque da equipe de Zé Roberto, o Barueri aplicou um incrível 25 a 5 no primeiro set. Entretando, o Osasco mostrou a força de seu elenco e virou o jogo. Pelo lado das donas da casa, o destaque ficou com a americana Destinee Hooker, que anotou 25 pontos, foi eleita a melhor em quadra e levou o trófeu VivaVôlei.

As equipes voltam a se enfrentar na próxima terça-feira (26), no ginásio Jose Correa. Por ter tido melhor campanha fase classificatória, o Barueri ganhou o direito de decidir diante dos seus torcedores. A bola sobe às 19h para a partida que definirá o adversário do Itambé/Minas.

Como foi o jogo

O Barueri começou o jogo sem tomar conhecimento do adversário e disparou no marcador: 8 a 2, no ataque de Thaísa. Sem desperdiçar contra ataques, as visitantes seguiam tranquilas na parcial: 15 a 3. Soberano em quadra, as comandadas de Zé Roberto finalizou o massacre no primeiro set com o erro de ataque de Mari Paraíba: 25 a 5
Diferentemente da anterior, a segunda etapa começou equilibrada: 4 a 4. No ataque de Amanda, as visitantes começaram a desgarrar no placar: 8 a 5. Em uma atuação de gala, Thaísa dava show no bloqueio e mantinha seu time tranquilo à frente: 16 a 11. Sem conseguir reagir, o Osasco ainda abusava dos erros e viu o Barueri fechar mais um set e se aproximar da semifinal: 25 a 17
As donas da casa partiram pro tudo ou nada na terceira etapa. Sacando melhor, as osasquenses colocaram a recepção adversária em apuros: 5 a 1, na bola de xeque de Natasha. No ataque para fora de Sara, as mandantes conseguiram sua maior vantagem até então: 12 a 6. O Barueri esboçou uma reação no ataque de Thaísa (15/14), mas o Osasco seguiu superior e se aproximou da vitória com bloqueio de Hooker: 22 a 17. Com erro de Tainara, o time de Luizomar fechou o set e respirou na partida: 25 a 22
O início da quarta etapa foi equilibrado e o empate prevalecia: 9 a 9. Empurradas pela torcida, as mandates abriram vantagem: 14 a 10. Inspirado, Hooker comandava o Osasco na parcial e, no bloqueio, encaminhou o jogo para o tie-break: 23 a 19. Em erro de saque da ponteira Tainara, as donas da casa fecharam em 25 a 20 e forçou o set decisivo. 
Com o Liberatti sendo transformado em um caldeirão, o Osasco aproveitou o bom momento pra abrir vantagem no início do set decisivo: 8 a 4, na pancada de Hooker. Após ser marcado a invasão da americana por cima da rede, o Barueri encostou no placar e o duelo voltou a ficar em aberto: 9 a 8. No erro de combinação da Dani Lins com Thaísa, as mandates concluíram uma missão que chegou parecer impossível, fechou em 15 a 11 e levou a decisão da vaga para o terceiro jogo.

VAVEL Logo