Sesc-RJ ganha do Curitiba Vôlei e se mantém na liderança da Superliga
Foto: Marcio Mercante / SESC RJ

Nesta sexta-feira (17), o SESC-RJ derrotou o Curitiba Vôlei-PR por 3 sets a 0 (25-16, 25-17 e 25-20). A partida válida pela décima segunda rodada da Superliga foi realizada no Tijuca Tênis Clube, zona norte do Rio de Janeiro, e marcou pela estabilidade do desempenho que o time carioca vinha desempenhando.

  • Resumão

No primeiro set, Peña comandou muito bem o ataque do Rio e, mesmo com a Sabrina marcando diversos pontos, o clube visitante não conseguiu parar as atletas adversárias.

Na segunda etapa, tudo dava certo para a equipe da casa. Natinha estava muito trabalhando bem na defesa e Peña continuava com uma postura extrema ofensiva. O Curitiba tentou uma reação parando o jogo em alguns momentos, mas não foi o suficiente.

Já no terceiro set, o time paranaense deu mais trabalho e ficou na frente até o empate por 15 a 15. Foi o suficiente para o Rio "passar a segunda e acelerar". A virada contou contou com diversos erros das curitibanas.

  • SESC Rio

Em entrevista exclusiva para a VAVEL Brasil após o jogo, Natinha disse que o time deve evitar os erros para coibir o crescimento dos adversários. Vale lembrar que a líbero foi eleita a melhor da partida.

"Achei que o último set foi um jogo muito parelho pelos nossos erros. Nós erramos bastante nesse terceiro set e deixamos elas crescerem. Eu acho que a gente não pode ter esse tipo de erro para não deixar os adversários crescerem. É fazer o nosso trabalho, o que a gente vem treinando, ficar tranquilo quanto a isso e diminuir os erros", disse.

  • Curitiba Vôlei

Também em conversa conosco da VAVEL Brasil depois da partida, Ju Carrijo elogiou as adversárias, comentou a dificuldade de jogar contra o clube do Rio de Janeiro e pontuou o principal erro.

"A gente sabia que ia ser uma partida muito difícil, né? O SESC é uma equipe muito qualificada. A gente veio já sabendo dessa dificuldade, mas acho que a gente está pecando muito nos erros. Erramos muito em momentos que não pode, às vezes uma tomada de decisão ali que a gente não está sabendo tomar e que gera um contra-ataque para a outra equipe. Uma equipe como o SESC não tem como deixar isso acontecer porque vai ser difícil segurar. Então, essa tomada de decisão para ir pro ponto mesmo. A gente pecou muito nisso", analisou.

  • Tabela e classificação

O próximo compromisso do Rio, na Superliga, será contra o Fluminense na próxima sexta-feira (24), às 20 horas (de Brasília), no Ginásio Hebráica. Já o Curitiba enfrenta o SESI Bauru, também na mesma sexta-feira (24), às 20 horas (de Brasília), no ginásio da Universidade Positivo. Ambos os duelos serão válidos pela décima segunda rodada.  

"Todos os jogos são importantes para nós, mas creio que nesse clássico contra o Fluminense temos que diminuir os nossos erros. Continuar treinando para diminuir esses erros bobos que temos na partida muitas vezes e manter o foco, pois a vitória vai ser muito importante para manter a liderança durante o campeonato", falou Natinha.

"A gente pega o SESI Bauru, que é um dos adversários grandes que a gente tem pela frente, mas o nosso pensamento é só um: a gente tem que pensar na vitória. A gente precisa ganhar pensando nos playoffs. Nós temos que começar agora na sequência dos grandes, arrancar pontos deles, arrancar vitória pra chegar nos confrontos diretos, fazer nosso dever de casa e garantir nossa melhor classificação que a gente puder", dissertou Carrijo.

O SESC-RJ segue líder com 32 pontos, mesma pontuação do Praia Clube-MG, e o Curitiba continua no 9º lugar com 11 pontos seguido de Flamengo, São Caetano-SP e Valinhos-SP. 

VAVEL Logo