Com Morumbi lotado, São Paulo recebe Corinthians visando se livrar de vez do temido Z-4

Expectativa é de casa cheia no Cícero Pompeu de Toledo para um Majestoso com equipes tendo objetivos plenamente distintos

Com Morumbi lotado, São Paulo recebe Corinthians visando se livrar de vez do temido Z-4
Foto: Rubens Chiri/São Paulo FC
São Paulo
Corinthians
São Paulo: Denis; Wesley (Buffarini), Maicon, Rodrigo Caio, Mena; Thiago Mendes, João Schmidt (Wesley), David Neres, Cueva, Kelvin (Chavez); Chavez (Pedro). Técnico: Ricardo Gomes.
Corinthians: Walter (Cássio); Fagner, Vilson, Balbuena, Uendel; Willians; Marquinhos Gabriel (Romero), Giovanni Augusto, Rodriguinho, Marlone; Guilherme. Técnico: Oswaldo de Oliveira.
ÁRBITRO: Cláudio Francisco Lima e Silva.
INCIDENCIAS: Partida válida pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro 2016, a ser realizada no Estádio do Morumbi, em São Paulo.

Chegamos ao último Majestoso da temporada, e com uma importância relativa para ambos os lados. Na noite deste sábado (5), o São Paulo recebe o Corinthians, no Estádio do Morumbi, às 19h30, em um confronto que deve alterar o destino das equipes na competição. O Tricolor quer garantir oficialmente sua permanência na elite do futebol nacional, já o Timão, quer entrar novamente no G-6 para disputar a Copa Libertadores da América no próximo ano.

Após duas vitórias consecutivas frente o Fluminense e a Ponte Preta, com um grande desempenho individual dos garotos David Neres e Pedro Bortoluzo, os torcedores são-paulinos viram o fantasma do Z-4 se afastar quase que totalmente, chegando a acreditar até mesmo que a equipe poderia almejar uma vaga no G-6, que pode se tornar G-7 caso o Atlético-MG derrote o Grêmio na decisão da Copa do Brasil. Mas a derrota para o América-MG na última segunda-feira (31) "brecou" a esperança do Tricolor, que vê uma vitória no clássico algo fundamental para manter viva a expectativa de uma vaga no grupo que irá disputar a próxima Libertadores.

Entre polêmicas fora de campo, envolvendo problemas de estrutura na Arena Corinthians, o alvi-negro quer surpreender o Tricolor no Morumbi para voltar ao G-6 nesta rodada. O tabu de quase 14 anos quando nos referimos à Campeonatos Brasileiros é algo em que o Timão pode se apegar para entrar em campo neste sábado.

A última vez que o Corinthians perdeu para o São Paulo atuando no Cícero Pompeu de Toledo em confrontos válidos pelo Brasileirão, foi em 2003. Desde então foram aconteceram nove empates e duas vitórias do alvi-negro. Se vencer, o Timão precisará torcer por um tropeço do Atlético-PR para terminar a rodada na sexta colocação. O Furacão irá encarar no domingo (6) o Vitória no Barradão.

Visando um Morumbi completamente lotado, Cueva enaltece massa são-paulina

Mais de 45 mil ingressos já foram vendidos de maneira antecipada nesta semana. O que demonstra que o torcedor são-paulino tem correspondido a iniciativa da diretoria em diminuir o valor das entradas. 

Autor do gol no Majestoso do primeiro turno, que terminou em 1 a 1 na Arena Corinthians, o peruano Christian Cueva que segue com um dos grandes jogadores do Tricolor nesta temporada projetou o clássico e exaltou a torcida são-paulina e comentou a possibilidade, mesmo que distante, de conquistar uma vaga na próxima Libertadores da América.

“O torcedor, o verdadeiro torcedor do clube, deve estar nos momentos bons e ruins. O que estão demonstrando nessa hora, os são-paulinos, é que estão conosco no momento em que mais precisamos. Ter o Morumbi lotado é bom, sem dúvida. Mais importante é que a torcida esteja conosco, com estádio cheio. Vamos para ganhar. Além de clássico, é um jogo em que temos de somar três pontos. Desde agora deixamos agradecimento ao torcedor são-paulino que vai ao estádio”, revelou Cueva ao site oficial do Tricolor.

“Temos a oportunidade de entrar em algum torneio internacional. Apesar da irregularidade, o importante é fazer tudo pela instituição. A realidade é que não estamos em uma situação adequada... temos olhar para cima e para baixo. Ainda faltam partidas, e não sabemos o que vai acontecer. Vamos jogar para ganhar. Seja clássico ou não, tem de jogar para vencer. Tem a parte debaixo e de cima da tabela. Além de clássico, é um jogo importante”, concluiu.

Jô festeja retorno à "sua casa"; Fagner ressalta espírito vitorioso do Timão para visitar o Tricolor

Após mais de uma década, o atacante acertou sua volta ao Corinthians nesta última semana. Mais experiente e com uma carreira vitoriosa, o jogador de 29 anos falou sobre a expectativa de vestir novamente o manto alvi-negro.

"Corinthians é minha casa. Quando surgiu a possibilidade de voltar, independente de colocação ou que divisão estivesse, foi minha melhor escolha. O clube cresceu e tem uma estrutura que realmente é muito boa. Passei por clubes na Europa, e poucos têm uma estrutura dessa. Antigamente tinha container, chuveiro gelado, mas o Corinthians é assim. Viver o dia a dia, estar de corpo e alma. A estrutura é maravilhosa", declarou Jô.

Visando manter o tabu diante do Tricolor no Estádio do Morumbi, o lateral Fagner projetou o duelo e falou sobre sua carreira e as recentes convocações para a Seleção Brasileira do comandante Tite.

"Todo clássico tem sua tensão natural. O Corinthians tem de repetir o que fez contra o Flamengo, fora de casa, conseguindo se impor. Nervosismo a gente deixa de fora, para o adversário, queremos a vitória, sabemos a importância disso. Sorte é uma coisa relativa, a gente não pode ter só sorte na vida. Existem muitos outros fatores. Me sinto uma pessoa privilegiada. São 10 anos de carreira, estou no Corinthians, hoje faço parte da Seleção, tenho uma família maravilhosa", concluiu.