Nos pênaltis, Barcelona vence Vasco e conquista o Mundialito de Clubes de Beach Soccer 2015
Barcelona vence Vasco nos pênaltis e conquista o Mundialito (Foto: Marcello Neves/VAVEL)

Não foi desta vez que o bicampeonato veio. Após empate por 4 a 4 no tempo regulamentar, o Barcelona venceu o Vasco nos pênaltis (3-2) e conquistou o título do Mundialito de Clubes de Beach Soccer, neste domingo (13), na praia da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. É o primeiro título expressivo do clube espanhol na areia.

TEMPO REAL: confira os lances de Vasco 4 x 4 Barcelona.

O Vasco chegou a ter vantagem de 4 a 1 no placar, mas permitiu a reação catalã e foi para a prorrogação com igualdade no marcador. Sem grandes emoções no tempo extra, o título foi decidido nos pênaltis. Na marca da cal, brilhou a estrela do goleiro Jo e o título caiu nas mãos do Barcelona.

O Mundialito de Clubes de 2015 foi o primeiro título expressivo dos Culés na areia. Depois de chegar às quartas-de-final nos Mundialitos de 2011 e 2012, amargou a terceira posição no Barcelona Beach Soccer 2015. Finalmente, os espanhóis podem soltar o grito de campeão mundial.

Vasco abre vantagem no primeiro período

A torcida do Vasco fez sua parte e compareceu em grande número nas praias da Barra da Tijuca. Em quadra, o Cruzmaltino começou tendo as melhores oportunidades. Bokinha bateu cruzado, a bola desviou na defesa e por pouco não matou o goleiro catalão. Na sequência, Igor chutou rente a trave. O Barcelona levou perigo com Bruno Xavier que teve duas chances, mas chutou por cima da meta em ambas.  

Faltando seis minutos para o término do primeiro período, Lucão cobrou falta do campo de defesa, a bola desviou na areia e explodiu no poste. Os espanhóis responderam com Llorenç em belo chute de fora que desviou no goleiro antes de tocar o travessão.

Mas faltando 56 segundos para o fim do primeiro período, nao teve jeito de segurar a pressão cruzmaltina. Cesinha bateu de fora, o goleiro do Barcelona falhou e Bokinha apareceu como elemento surpresa para empurrar para as redes. Placar aberto e festa nas arquibancadas.

Goleada vascaína no segundo período

O segundo período seguiu o mesmo panorâma do primeiro. O Vasco tomava as iniciativas e seguia melhor. Após lambança de Dona, quase o cruzmaltino aplicou o marcador. Bokinha aproveitou a saída errada, driblou o goleiro, mas escorregou na hora de finalizar.

O erro não seria perdoado duas vezes. Bruno Xavier falhou na defesa, Lucão saiu em disparada e cruzou para Catarino estufar as redes. O Vasco ampliaria seu marcador, mas não teve tempo para comemorar. Logo na saída de bola, Datinha caertou uma bomba no ângulo.

E a resposta veio de imediato. Em contra-ataque fulminante, Bokinha arrancou e sofreu pênalti do goleiro catalão. O próprio bateu e marcou o terceiro. O quarto tento veio em seguida. Aproveitando da frágil defesa de um adversário atônito, o camisa 7 fez linha de passe com Igor dentro da área e cutucou mais um. 

O Barcelona veio a reagir apenas no fim do período. Faltando 46 segundos, Llorenç recebeu bom lançamento e tocou na saída do goleiro Cesinha. Restando 36 para o fim, Catarino ainda cobrou um último tiro livre na trave.

Barcelona reage e leva para os pênaltis

Terceiro período inciou com a antítese de toda a batalha. Com o título na mão, o Vasco recuou e viu Barcelona buscar o empate. Faltando 10 minutos, Dona bateu tiro livre e Cesinha aceitou. Logo depois, nova falha do goleiro. Bruno Xavier cobrou falta de muito longe e o desvio na areia fez a bola morrer dentro das redes. Placar igualado. 

Então a partida ficou aberta. O Barcelona assustava em chutes de Llorenç, enquanto Rafinha desperdiçou chance clara para os cruzmaltinos. Bokinha, o grande nome da partida, perdeu uma oportunidade único faltando cinco minutos para o fim. Com o goleiro caído, tentou encobrir, mas Dona se recuperou. 

Apesar das chances, o desgaste físico era iminente. Os atletas, principalmente do Barcelona, cavavam pedidos de tempo com frequência para se recompor. Até o fim, nada que mudasse o marcador. Empate por 4 a 4 e prorrogação.

Barcelona vence nos pênaltis e sai campeão

No auge do esforço físico, Vasco e Barcelona não criaram grandes oportunidades. Com mais transpiração que inspiração, a única grande chance caiu nos pés de Datinha que, faltando 20 segundos para o fim da prorrogação, chutou a bola do título pelos ares. Os pênaltis resolveriam a questão e o destino quis que o camisa 7 do Barcelona tivesse uma segunda chance.

Apois dois acertos para cada lado, Jo pegou a última penalidade vascaína. O catalão ficou encarregado pelo pênalti do campeonato. Bola de um lado, goleiro do outro. Bola nas redes e título para o Barcelona.

VAVEL Logo