Évian: o clube que saiu da Ligue 1 e 15 meses depois fechou as portas

A partir do dia 23 de maio de 2015, quando o Évian foi rebaixado para a Ligue 2, sua trajetória começou a entrar em profundo declínio. Após 15 meses deste acontecimento, os Roses declararam falência e fecharam oficialmente suas portas. O clube, que está atolado em dívidas, não conseguiu arranjar dinheiro suficiente para pagar a terceira divisão, sendo automaticamente rebaixado para a quarta divisão e sem verbas optou por recusar à participar do torneio.

Segundo o tribunal comercial de Thonon, que cuidou do caso do clube, já afirmou que 2017 não haverá futebol na cidade de Thonon-les-Bains: "A oportunidade de continuar as atividades até 2017 foi considerada, mas a falta de fundos impediu esta solução", alegaram.

A ascensão meteórica do Évian

Antes deste trágico fim, o Évian teve uma rápida ascensão no futebol francês. Fundado em 2007 a partir de uma junção de dois clubes, o FC Croix-de-Savoie 74 e o Olympique Thonon-Chablais, a equipe da cidade de Thonon jogou suas duas primeiras temporadas sob o nome de Olympique Croix Savoie 74. Na época, o até então Olympique entrou em polêmica por não ter um estádio para mandar seus jogos, e uma das saídas do clube era ser mandante jogando em Geneva (cerca de 35 quilômetros de Thonon) , na Suíça, porém a Uefa negou o pedido da Federação Francesa de Futebol (FFF). No fim, a entidade teve que mandar seus jogos na cidade de Annency, a 80 quilômetros de Thonon.

Mas em 2009, quando se tornou Évian Thonon Gaillard e passou a ser patrocinado pesadamente pela Danone, que fica na região, a história deste clube começou a mudar. Já no ano seguinte, a equipe que se destacava por usar um uniforme rosa chamativo, conquistou a National, a terceira divisão, subindo para a Ligue 2. Em 2011 os torcedores voltaram a comemorar, desta vez o título da segunda divisão, daí então o Évian dava sua carta de visita ao futebol francês, estreando na elite do futebol nacional.

Évian perdeu a final da Copa por 3 a 2 (Foto: John Berry/Getty Images)

Em 2013, o clube atingiu seu ponto mais alto: chegou a final da Copa da França, tendo eliminado o todo poderoso Paris Saint-Germain. No entanto, os Roses perderam tragicamente a final no Stade de France para o Bordeaux. O gol da vitória veio aos 89 minutos.

Tudo que sobe, desce: 2014 e o início da queda

O Évian, até a última rodada ocupando a 17º colocação da Ligue 1, se salvou do rebaixamento graças a uma vitória sobre o Sochaux, que era o 18º colocado, por 3 a 0. Após o alívio, em 2015 o clube não conseguiu escapar. De volta à Ligue 2, a equipe que havia surpreendido a França parecia não aceitar voltar as divisões inferiores. Brigas internas deixaram o Évian mais abandonado, com isso as dívidas foram acumulando.

Devendo 17 milhões de euros e sem condições alguma de pagar, o clube foi rebaixado para as divisões regionais. Mesmo assim, impossibilitado de disputar a competição, a justiça declarou falência ao Évian e com eles se foi toda sua estrutura. Atualmente sobrou apenas o centro de treinamento, que para manter, o clube terá que brigar muito. O fim dos Roses foi marcado por uma única mensagem, um comunicado que corta os corações de cada torcedor: "Aqui acaba o Évian".

VAVEL Logo