No Bernabéu, Real Madrid e Napoli iniciam duelo por vaga nas quartas da UCL

O Real Madrid não está acostumado a iniciar os duelos de oitavas de final da Uefa Champions League como mandante. Mas, na atual temporada, assim será. Nesta quarta (15), a equipe merengue recebe o Napoli, no Santiago Bernabéu, a partir das 17h45 (de Brasília), abrindo o mata-mata da maior competição de clubes do planeta.

Os comandados de Zinedine Zidane terminaram a fase de grupos em segundo lugar na chave F, atrás do Borussia Dortmund. Já os italianos dominaram o grupo B, deixando Benfica - que bateu os aurinegros no jogo de ida -, Besiktas e Dínamo de Kiev para trás.

Com boa parte do elenco disponível, Real inicia luta pela manutenção do título europeu

A temporada vai chegando à fase derradeira e o Real Madrid vai ganhando de volta boa parte do elenco. Isso porque os problemas de lesão que atormentaram Zidane durante os últimos meses vão se esgotando. A única ausência sentida é a de Gareth Bale, que está quase totalmente recuperado de lesão sofrida no tornozelo.

''Em eliminatórias, é sempre importante não sofrer gols. Em casa, é fundamental manter a defesa zerada. Sabemos que podemos causar dano a eles, mas também podem nos colocar em dificuldades. Resumindo, estamos prontos'', definiu o técnico francês, na concorrida entrevista coletiva pré-jogo.

Além do comandante, Luka Modric também falou com a imprensa na véspera do confronto. Com a experiência de já ter conquistado duas Champions Leagues com o clube da capital espanhola, o croata afirmou: ''É uma competição bonita e distinta para todos os madridistas, por tudo que fizemos na história. Esperamos um bom ambiente, e que a torcida nos apoie como sempre, desde o início''.

Zidane vai escalar força máxima no Bernabéu. A tendência é de um time com Keylor Navas; Carvajal, Sergio Ramos, Varane e Marcelo; Casemiro, Kroos e Modric; Lucas Vázquez, Benzema e Cristiano Ronaldo. Apesar disso, é possível que apareça um sistema com três zagueiros, como aconteceu em boa parte das partidas em 2017. Neste caso, Nacho é o mais cotado para ingressar na equipe, com provável saída de Lucas Vázquez.

Em grande fase, Napoli busca fazer história sob olhares de Maradona

O momento vivido pelo Napoli é espetacular. Terceiro colocado no Campeonato Italiano, os partenopei venceram quatro dos últimos compromissos, tendo marcado 13 gols - sete deles no massacre contra o Bologna, fora de casa. Desde a temporada 2011/12 sem disputar a fase eliminatória da UCL, quando acabou desclassificada pelo futuro campeão Chelsea, a equipe do sul da Bota sabe da importância do confronto frente os espanhois.

Conhecido pelo futebol ofensivo, com um 4-3-3 agressivo e que pressiona o adversário por todo o campo, o técnico Maurizio Sarri não fugiu da linha na entrevista coletiva. ''Estamos começando a crescer em termos de mentalidade e por isso temos essa sequência. A nível de personalidade, temos coisas para mostrar e é preciso iniciar agora. Jogar com medo no Bernabéu não funciona'', disse o comandante.

Outro que se pronunciou na terça-feira foi um velho conhecido da torcida do Real Madrid: Raul Albiol. O defensor já atuou nos merengues e analisou a situação do duelo. ''Jogar a volta no San Paolo é importante, mas não determinante. Acredito que eles são favoritos pela história que têm e porque são os atuais campeões. Chegamos com vontade de crescer como clube e como equipe. Temos tudo para fazermos um bom jogo. Não perder no Santiago Bernabéu é um bom resultado, e, se pudermos marcar gols, seria um fator fundamental''.

Contando com grandes fases de Hamsik, Insigne e Mertens, além do apoio de ninguém menos que Diego Armando Maradona desde os camarotes do estádio, o Napoli deve atuar com Reina; Hysaj, Albiol, Koulibaly e Ghoulam; Diawara, Allan e Hamsik; Callejón, Mertens e Insigne.

VAVEL Logo