Napoli recebe Nice em confronto por vaga nos grupos da Champions League
Fotomontagem: VAVEL

Às 15h45 desta quarta-feira (16), Napoli e Nice prometem fazer grande jogo de ida no Estádio San Paolo, válido pela fase de playoffs da Champions League. Enquanto a equipe italiana tentará sua terceira classificação seguida aos grupos, os franceses querem se recuperar das derrotas sofridas nos dois primeiros jogos da Ligue 1.

A partida também significa o confronto oficial dos Partenopei na temporada, enquanto os Aiglons conseguiram a classificação aos playoffs após passar pelo Ajax na terceira prévia devido ao critério de saldo de gols.

Donos da casa desejam quebrar tabu negativo de times italianos nos playoffs

Para a estreia oficial na temporada 2017/2018, a equipe de Nápoles apostará, primeiramente, na força de sua torcida. A expectativa no San Paolo é de casa cheia, com cerca de 55 mil expectadores empurrando o time. Além disso, vale lembrar que a Uefa proibiu os torcedores do Nice de comparecem ao setor visitante, devido a uma briga generalizada em amistoso de pré-temporada realizado entre ambos os clubes dois anos atrás. A punição também deve valer para o jogo da volta.

A grande aposta de Maurizio Sarri é o ataque. O trio Callejón, Insigne e Mertens foi um dos mais letais da última temporada, sendo responsáveis por, no total, 67 gols e 33 assistências, contando a Série A Italiana e a Champions League.

Trio formado por Mertens, Callejón e Insigne é a esperança de gols do Napoli (Foto: Getty Images)
Trio formado por Mertens, Callejón e Insigne é a esperança de gols do Napoli (Foto: Getty Images

Outro trunfo do treinador italiano é que deve contar com força máxima para o jogo. A única dúvida é o lateral-direito reserva Christian Maggio, que se recupera de lesão. Além disso, a equipe deve contar com a estreia do zagueiro Maksimovic, contratado junto ao Torino, e a presença de dois brasileiros em campo: os volantes Jorginho e Allan.

Na coletiva de imprensa pré-jogo, Sarri enalteceu a determinação do time em busca da classificação: "Precisamos passar de fase. Estamos representando uma cidade digna da Champions League e queremos colocá-la lá".

Simultaneamente, ele ressaltou a dificuldade que será quebrar uma marca negativa envolvendo clubes italianos nos playoffs da Champions League. Desde o título da Inter de Milão em 2010, apenas o Milan, em 2013, conseguiu a classificação para a fase de grupos da competição após superar a eliminatória em Agosto. "Nossa condição é decente, ou decente o suficiente para esta época do ano. Os fatos mostram que é um difícil momento para os clubes italianos, e fomos sorteados contra uma equipe que eliminou um finalista da última Europa League (Ajax). É um jogo extremamente difícil, principalmente pela época do ano", declarou.

Sarri prosseguiu, alertando seus jogadores para a complicada eliminatória: "Ainda não estamos no ritmo ideal, e mesmo no ritmo ideal somos uma equipe que tende a conceder oportunidades, mas esse é um jogo de mata-mata onde devemos ter cuidado para não conceder nada".

Franceses tentam superar desfalques Balotelli e Sneijder para surpreender

Do outro lado da moeda, tem-se o Nice, que surpreendeu o futebol europeu na última temporada ao conquistar uma classificação histórica para a Champions League, da qual a equipe não participava desde a temporada 1959/1960, quando o nome da competição ainda era European Cup.

No entanto, o histórico recente de partidas pode desanimar o torcedor do time francês. Nos quatro jogos disputados até aqui na temporada atual, a equipe empatou dois - os dois jogos contra o Ajax na eliminatória passada - e perdeu as duas primeiras duas rodadas do Campeonato Francês, sendo uma das derrotas em casa para o modesto Troyes.

E este não é o único motivo de preocupação para o técnico Lucien Favre. Três ausências importantes - todas por lesão - para o confronto foram confirmadas pelo clube esta semana: o badalado artilheiro da equipe Mario Balotelli, o experiente meia holandês recém-contratado Wesley Sneijder e o também meia Wylan Cyprien.

Diante deste cenário, a responsabilidade pela boa atuação da equipe recai sob os pés de Jean-Michael Seri. O volante de 26 anos é a referência técnica da equipe e teve papel importante na classificação contra o Ajax, anotando duas belas assistências. O marfinense também vem sendo fortemente especulado em clubes como Arsenal, Liverpool e Barcelona.

Com Balotelli (direita) lesionado, Seri (esquerda) tem a missão de comandar o Nice (Foto: Getty Images)
Com Balotelli (direita) lesionado, Seri (esquerda) tem a missão de comandar o Nice (Foto: Getty Images)

Em entrevista, Favre lamentou os desfalques: "Não queremos arriscar com Balotelli, pois me preocupo com uma possível recaída em sua lesão. Sneijder ainda não acabou a pré-temporada e precisa trabalhar individualmente. Infelizmente, não o teremos a partida".

No entanto, o treinador minimizou o início turbulento de temporada. "Não podemos esquecer que, antes dessas duas derrotas, eliminamos o Ajax e ninguém esperava que iríamos passar de fase. Terminamos a última Ligue 1 em terceiro e esperávamos por essa dificuldade", declarou.

Ainda na coletiva, Favre elogiou o Napoli, mas evitou fazer previsões acerca do duelo: "Eu não estou preparado para dar uma porcentagem de chances de qualificação para a fase de grupos. O Napoli possui fraquezas, assim como qualquer time no planeta, e tentaremos explorá-las da melhor maneira".

VAVEL Logo