Arsenal defende vantagem diante de 'modificado' Milan para avançar na Europa League

Arsenal e Milan voltam a se enfrentar, nesta quinta-feira (15), pelo duelo de volta das oitavas de final da Uefa Europa League, no Emirates Stadium, em Londres, às 17h05. Os ingleses defendem uma vantagem por 2 a 0 adquirida em Milão, na semana passada, e podem até perder por um gol de diferença que garante a classificação.

Em seu último compromisso pela Premier League, o time londrino venceu o Watford por 3 a 0 depois de duas derrotas seguidas na liga.

Já o Diavolo precisa de uma grande vitória por três gols de diferença (ou marcando mais de dois gols com uma vitória por dois gols de diferença) para se classificar. Também vem de vitória na última rodada, contra o Genoa por 1 a 0, fora de casa, pela Serie A.

Wenger quer garantir a classificação 

O Arsenal vivia uma crise forte antes de enfrentar o Milan na partida de ida, que vivia período muito positivo, mas o time soube se impôr e conseguiu grande vantagem nesse equilibrado duelo. Agora, a equipe venceu outra partida pela Premier League e parece ter acalmado as críticas de torcida e imprensa.  

Porém, uma eliminação com uma vantagem tão boa, causaria uma crise ainda maior e por isso, Arsène Wenger quer o time concentrado para não ser pego de surpresa pelo Milan. O treinador francês deverá repetir a escalação que deu muito certo em Milão, com algumas dúvidas.  

Na direita, Bellerín pode voltar ao time no lugar de Chambers e na esquerda, Monreal no lugar de Kolasinac. No mais, o time da semana passada deverá ser mantido.  

O experiente treinador, na entrevista coletiva, mostrou respeito pelo Milan e afirmou que o Arsenal precisará fazer uma grande partida para conseguir a classificação, mesmo com a boa vantagem. "Vínhamos de uma semana azarada e precisávamos de um resultado como aquele de Milão. Gattuso tem feito um grande trabalho no Milan, eles estão mostrando qualidade no campeonato italiano e precisaremos fazer uma grande partida para classificarmos. Tenho muito respeito pela história do Milan", afirmou o francês, de 68 anos. 

Provável formação (4-3-2-1): Ospina; Bellerín (Chambers), Koscielny, Mustafi e Kolasinac (Monreal); Wilshere, Xhaka e Ramsey; Özil, Mhkitaryan e Welbeck.

Gattuso muda esquema para tentar remontada

A derrota em casa foi dura e a vantagem dos ingleses é grande, mas Gennaro Gattuso não quer nem saber de ver seu time desmotivado para o jogo de volta. Por isso, o treinador irá escalar o melhor que tem e deve mudar, inclusive, o esquema tático, abrindo mão do 4-3-3 para implantar o 4-4-2 com duas linhas de quatro.  

Entretanto, alguns desfalques atrapalham o treinador do Milan: o lateral-direito Calabria tem fadiga muscular e está fora; Abate e Conti, outros jogadores da função, também estão no DM. Zapata deve ser improvisado no setor. No meio de campo, Kessié também não está 100%, mas deve ir para o jogo normalmente, assim como Suso.  

No ataque, André Silva ganha uma vaga de titular depois do gol importante no final de semana e deve ter a companhia de Cutrone, artilheiro do time na temporada. Um entre Bonaventura e Çalhanoglu deve perder a vaga para a entrada de mais um atacante, com mais probabilidade de o turco ser titular.

Gattuso, em coletiva de imprensa, avisou que o Milan não tem mais nada a perder na eliminatória e que quer seu time lutando até o fim por uma virada que seria épica. "Nós nascemos prontos. Sabemos que é difícil, mas não existe nada melhor que mudar os prognósticos. Não temos nada a perder e devemos jogar com tranquilidade, mas lutar até o fim", comentou o jovem treinador de 40 anos.  

Provável formação (4-4-2): Donnarumma; Zapata, Bonucci, Romagnoli e R. Rodríguez; Biglia, Kessié, Suso e Çalhanoglu (Bonaventura); André Silva e Cutrone.

VAVEL Logo