Carlos Queiroz lastima derrota apertada do Irã: "Sinto que merecíamos um resultado melhor"

Carlos Queiroz lastima derrota apertada do Irã: "Sinto que merecíamos um resultado melhor"

Técnico do Irã se diz feliz com atuação dos seus comandados e afirma que a seleção está motivada para o jogo decisivo contra Portugal

ygor-moreira
Ygor Henriques Moreira

Apesar da derrota de 1 a 0 para a Espanha, em Kazan, Irã mostrou um ótimo desempenho tático e defensivo. A equipe quando atacou, foi muito perigosa, fazendo uma partida quase perfeita, dentro das limitações existente no elenco.

Com três pontos, a Seleção Iraniana chega no confronto contra Portugal, na próxima segunda-feira (25), precisando vencer o rival, para conquistar de forma inédita a vaga nas oitavas de final da Copa do Mundo, algo inédito na história da seleção.

O técnico Carlos Queiroz destacou a performance da seleção em campo e afirmou que a seleção está 'muito viva' na Copa do Mundo 2018. "Mostramos que estamos prontos para sofrer e competir. Sinto que merecíamos um resultado melhor. Não há dúvidas de que a Espanha joga um futebol maravilhoso. Parabéns a Espanha e a Fernando Hierro, porém, nós estamos ainda vivos e sonhando", destacou.

O técnico criticou o VAR no lance mais polêmico do jogo, momento que originaria o gol de empate do Irã. Apesar do acerto do árbitro Uruguaio Andrés Cunha, ele relembrou o gol de David Villa na Copa do Mundo 2010, lance que ainda não foi bem digerido pelo técnico que dirigia Portugal naquela edição.

"O VAR está oito anos atrasado. Teria sido bom se existisse na África do Sul para cancelar o gol do Villa em impedimento que eliminou Portugal. Eles foram campeões justos, mas é uma pena que quando era para ter sido marcado, não foi e hoje marcaram contra mim", lembrou.

Momento em que os jogadores Iranianos foram alertados do impedimento (Fonte:Getty Images)
Momento em que os jogadores Iranianos foram alertados do impedimento (Foto: Getty Images)

Logo após o gol de Diego Costa, Ezatolahi empatou a partida, mas no lance, o meia estava impedido. O assistente demorou a levantar a bandeira e o árbitro consultou o VAR, enquanto os jogadores iranianos comemoravam no banco. O gol foi confirmado como irregular e gerou revolta, mas claramente o camisa 6 estava em posição de impedimento.

Em 2010, lance citado na entrevista de Queiroz, Villa recebeu passe de Xavi em posição irregular, marcando o gol que eliminaria Portugal nas oitavas de final.

A previsão é que o Irã desembarque em Saransk na sexta-feira (22), dando continuação à preparação para a partida diante de Portugal na Mordovia Arena.

VAVEL Logo
CHAT