Primeiro duelo de campeãs: França e Argentina abrem oitavas de final da Copa do Mundo

Campeã em 1998 e primeira colocada do Grupo C, a França acredita na eficiência e ousadia de Griezmann e Mbappé. Já a bicampeã do mundo, conseguiu vaga no sufoco e Lionel Messi é a aposta da Argentina

Primeiro duelo de campeãs: França e Argentina abrem oitavas de final da Copa do Mundo
Com 3 Copas do Mundo em campo, França e Argentina abrem as oitavas de final neste sábado
França
Argentina
França: LLORIS; PAVARD, VARANE, UMTITI E LUCAS HERNANDEZ; PAUL POGBA E KANTE; MBAPPE, GRIEZMANN E DEMBELE; OLIVIER GIROUD. TÉCNICO: DIDIER DESCHAMPS.
Argentina: ARMANI; MERCADO, OTAMENDI, ROJO E TAGLIAFICO; BANEGA, MASCHERANO, ENZO PEREZ E ANGEL DI MARIA; LIONEL MESSI E GONZALO HIGUAIN. TÉCNICO: JORGE SAMPAOLLI.
ÁRBITRO: ALIREZA FAGHANI, AUXILIADO POR REZA SOKHANDAN E MOHAMM MANSOURI. TODOS DO IRÃ.
INCIDENCIAS: PARTIDA VÁLIDA PELAS OITAVAS DE FINAL DA COPA DO MUNDO 2018, QUE SERÁ REALIZADA NA ARENA KAZAN, EM KAZAN, ÀS 11H DO HORÁRIO DE BRASÍLIA.

A partida que abre as oitavas de final da Copa do Mundo 2018 será entre França e Argentina, e será disputada neste sábado (30), às 11h(horário de Brasília), na Arena Kazan, localizado em Kazan. O confronto marcará o terceiro embate entre as as seleções em Copas do Mundo. Los Blues e Los Hermanos se enfrentaram em 1930 e 1978, em ambas ocasiões, a bicampeão mundial venceu por 1 a 0 e 2 a 1, respectivamente.

Historicamente, Argentina e França se confrontaram 11 vezes, com larga vantagem para os argentinos, com seis vitórias, contra apenas duas vitórias dos franceses. O confronto terminou três vezes empatado. O último embate entre as equipes foi em 2009, o placar foi de 2 a 0 para os argentinos, com gols de Lionel Messi e Jonas Gutierrez. Com relação aos elencos atuais, além de Messi também estiveram presentes naquele jogo: Agüero, Maschereno, ambos da Argentina, e Mandada, da França.

Sem bom futebol, França chega como grande favorita nas oitavas de final

A França terminou a fase de grupos em primeiro lugar, com 7 pontos, após ter vencido a Austrália e o Peru, e empatado com a Dinamarca. Apesar dos resultados positivos e do excelente elenco, a seleção francesa não desempenhou um futebol convincente. Com isso, a aposta é de que nomes como Griezmann, Mbappé, Pogba e Giroud vinguem de vez contra Los Hermanos.

O técnico Didier Deschamps comandou um treinamento com portões fechados na última quinta-feira (28). Porém, em vídeo divulgado no canal do youtube da Federação Francesa de Futebol (FFF), é possível ver a preparação física realizada pela equipe. 

Foto: Divulgação/FFF
Foto: Divulgação/FFF

Em material divulgado no site oficial da FFF, o técnico francês falou sobre o seu adversário, a Argentina, e também com relação ao preparo que a seleção vem realizando para o confronto das oitavas de final.

"Há Messi que é o elemento que pode desencadear muitas coisas. Os jogadores regulares estão em alto nível e jogando em grandes clubes, com exceção da questão defensiva e a agressividade sul-americana, que vimos no segundo jogo (contra a Croácia). É uma nação muito grande e esperamos encontrar o que vimos na partida contra a Nigéria. Com isso, estamos realizando uma preparação específica para dar mais detalhes do adversário aos meus jogadores", explicou Didier Deschamps.

Já em entrevista coletiva da FIFA, o goleiro Lloris também falou sobre o preparo da seleção fancesa.

“Nós estamos preparados para enfrentar um jogo de oitavas de final contra a Argentina. Temos que estar no topo. Estudamos os três jogos, o que nos dá dicas, pistas, mas sabemos que jogadores como Messi podem sair de seu nível e decidir o destino de um jogo, como ele faz na Argentina e no Barcelona. Temos que dar respostas coletivas e individuais. Vamos precisar de uma grande performance“, comentou o camisa 1.

A seleção francesa conquistou a Copa do Mundo uma vez, em 1998, disputada na França, quando venceu o Brasil por 3 a 0, no Stade de France, com dois gols de Zinédine Zidane e um de Petit.

Após péssimas atuações nos dois primeiros jogos, Argentina ganha força no mata-mata

A Argentina passou sufoco no Grupo D e só garantiu a classificação às oitavas de final na última rodada, com um gol do zagueiro Rojo, aos 41 minutos do segundo tempo. Com isso, a seleção argentina terminou em segundo lugar, com quatro pontos. Nos outros dois jogos, empatou 1 a 1 com a Islândia e foi humilhada pela Croácia com uma derrota por 3 a 0.

Em vídeo divulgado no canal do youtube da Associação do Futebol Argentino (AFA), é possível ver que o técnico Jorge Sampaoli está preocupado com uma possível disputa de pênaltis. Por conta disso, o elenco se preparou e treinou cobranças de pênaltis. Além disso, observa-se o famoso "bobinho" para descontrair todo o momento de tensão e também um trabalho de condicionamento físico. Vale ressaltar que a grande aposta argentina é o craque Lionel Messi, além dele bons nomes como Gonzalo Híguain, Ángel Di María, Paulo Dybala e Sergio Agüero podem despontar como decisivos no time de Jorge Sampaoli.

Foto: Divulgação/AFA
Foto: Divulgação/AFA

Em entrevista coletiva da FIFA, o técnico argentino ressaltou a força individual de alguns atletas franceses, explicou o que a Argentina deve realizar e ainda respondeu quando perguntado sobre uma possível “saída“ do comando da seleção argetina.

“A França tentará usar da nossa falta de precisão de jogo, forçará os erros. Se joga Lemar ou Matuidi, Mbappe ou Dembelé, serão muitos velozes. Temos que impedir essas transições. Se tivermos uma sequência de passes importantes, estaremos mais protegidos. Para mim, a chave da partida está aí“, explicou o treinador.

“Estou no lugar onde queria estar e muito contente. Tenho contrato e lutarei todos os dias pela possibilidade de estar aqui“, completou Jorge Sampaoli.

A seleção argentina já conquistou a Copa do Mundo duas vezes. Em 1978, quando foi anfitriã, jogou a final contra a Holanda, no Estádio Monumental De Núñez, e venceu por 3 a 1 na prorrogação, com dois gols de Mario Kempes e um de Daniel Bertoni. Já em 1986, disputado no México, enfrentou a Alemanha Ocidental na final, no Estádio Azteca, e venceu por 3 a 2, com gols de Brown, Valdano e Burruchaga.