Novo dirigente do Milan, Leonardo revela possível saída de Bonucci: "Partiu da vontade do jogador"
Dirigente já foi técnico do Milan no início da década (Foto: Divulgação/AC Milan)

Novo dirigente do Milan, Leonardo revela possível saída de Bonucci: "Partiu da vontade do jogador"

Leonardo foi apresentado oficialmente nesta quinta-feira e assume o clube junto com os novos donos do fundo norte-americano Elliott

Caiaoo_
Caio Pavoski

Nos Estados Unidos para a disputa da International Champions Cup, o Milan, que passa por uma reformulação administrativa anunciou nesta quinta-feira (26) o retorno de Leonardo Araújo, que foi técnico na era pós-Ancelotti e agora assume como diretor geral dos rossneri.

O brasileiro, que passou a maior parte de sua vida no Velho Continente, assume após a posse do Fundo de Investimentos Elliott, que passará a mandar no Diavolo após imbróglios financeiros com o último dono, o empresário chinês Younghong Li.

Leonardo entra no lugar de Massimiliano Mirabelli, que foi destaque no mercado de transferências do Milan na última temporada, trazendo nomes como o zagueiro Leonardo Bonucci e o meio-campista Hakan Çalhanoglu.

Em entrevista coletiva durante sua apresentação, o novo dirigente falou sobre seus planos para o Milan e também sobre o mercado de transferências.

"Tenho um papel ligado ao time e a toda parte esportiva. Eu vejo interesse no futebol por parte dos líderes do clube. Há ainda tantas coisas para eu entender e colocar em prática, precisamos de tempo. Eu me reuni com outras equipes (nos últimos dias), não só com a Juventus. Eu entrei no mercado de forma tardia, então tive a obrigação de me encontrar com outras pessoas. Estamos ligados ao FPF (Fair Play Financeiro), logo os acordos (negociações) precisam acontecer com margem a eles", revelou.

Mesmo após deixar a Juventus rumo ao Milan na última temporada, o zagueiro Bonucci revelou a diretoria o desejo de deixar o clube. Uma negociação com a Vecchia Signora pode acontecer, mas os rossoneri exigem o jovem zagueiro Mattia Caldara e também o atacante Gonzalo Higuaín. Com Leonardo à frente da diretoria, as negociações ganharam força nos últimos dias e foram reiterados pelo dirigente.

"O nosso mercado não será louco, será moderado e inteligente. Bonucci? Essa negociação toda (com a Juventus) partiu da vontade do jogador e a diretoria não tem nenhuma objeção a fazer. É uma ideia dele, muito sensata e tranquila. A partir dela começaram as conversas", frisou.

Com Gattuso à frente da equipe desde a metade da temporada 2017/18, Leonardo foi questionado se com a troca dos donos e da diretoria, se o técnico corre risco de perder o emprego, visto que Antonio Conte, um dos nomes especulados no Milan na última temporada, está desempregado o que dão um peso às especulações.

"O meu ponto de vista é o mesmo da diretoria: Gattuso foi o primeiro nome a ser confirmado no Milan que queríamos. Não discutimos mais isto. É normal que grandes treinadores fiquem desempregados, mas nunca falamos com o Conte. Gattuso cresceu como treinador é o homem do Milan e a partir dele é que nós começaremos", finalizou.

 

VAVEL Logo