Cristiano Ronaldo realça adaptação na Juventus: "Ética de trabalho sempre a mesma"
Divulgação/ Juventus FC

O Cristiano Ronaldo chegou à Juventus nessa temporada. E, mesmo sem conseguir levar a Velha Senhora ao título da Champions League, o luso se mostrou confiante com seu primeiro ano na Itália.

Em entrevista a revista "Icon", do jornal "El País", o jogador falou sobre como foi a chegada no novo clube e como se portou nos primeiros dias. 

"A primeira coisa que faço é ser eu mesmo, não ser além. Minha ética de trabalho é sempre a mesma. Se um dono de uma empresa chega e começa a gritar com todo mundo, as pessoas não o verão como um líder. Dirão: "Este é meu chefe, mas não me trata bem". Deve-se ser humilde, aprender que não se sabe tudo. Se está pronto, capta coisinhas que te fazem melhorar como atleta."

O atacante destacou sobre sua adaptação e como os os companheiros o viam. 

"Na Juventus, me adaptei perfeitamente. Viram que não sou um charlatão. É Cristiano, e é porque se cuida. Uma coisa é falar, outra é fazer. Por que ganhei cinco Bolas de Ouro e cinco Champions."

Por último, o camisa 7 negou qualquer pressão na equipe, mesmo com a eliminação precoce na UEFA Champions League. 

"É certo que sinto pressão desde muito jovem. Quando vim para Madri, fui o jogador mais caro da história. Em Manchester, depois de ganhar minha primeira Bola de Ouro aos 23 anos, as pessoas pensavam: 'Olha, este tem que estar sempre no topo'. Nos últimos 10, 12 anos, sempre tive essa pressão adicional."

VAVEL Logo