Análise: Prêmio de melhor jogador da Serie A para Dybala contradiz números e própria premiação
Foto: Divulgação / Juventus

Cristiano Ronaldo, Ciro Immobile e Papu Goméz, para ficar em três nomes. Nesta quarta-feira (4), as premiações individuais do Campeonato Italiano foram divulgadas e, apesar desses três terem brilhado, quem levou o prêmio de melhor jogador foi Paulo Dybala, da Juventus. A escolha do camisa 10 dos bianconeri pegou muitos fãs do calcio de surpresa, visto que estava longe dos favoritos nas estatísticas individuais.

Paulo Dybala fez uma das suas melhores temporadas na Serie A, é verdade, mas esteve longe da grande forma que viveu Immobile, por exemplo. O argentino participou de 17 dos 76 gols da campeã Juve, distribuídos em 11 tentos e seis assistências.

Tendo participado de 22% gols da Vecchia Signora, fica difícil concorrer com Immobile, que esteve diretamente envolvido em 56% gols da Lazio. O atacante vencedor da Chuteira de Ouro foi às redes 36 vezes e deu nove assistências com a camisa dos biancocelesti, participando de 45 dos 79 gols do time da capital.

Se a disputa com um centroavante é injusta, assim como rivalizar com o craque Cristiano Ronaldo, então podemos deixar esses dois nomes de lado (ainda que eles tenham se destacado na mesma competição, contra os mesmos times).

Ao colocar Dybala lado a lado com jogadores que atuam na construção das jogadas, a situação do argentino não muda muito. Os três jogadores que mais deram passes para gols na Serie A foram: Papu Goméz (16); Luis Alberto (15); e Domenico Berardi (10). E os responsáveis pelos maiores números de passes decisivos foram: Luis Alberto (107); Papu Gómez (106); e Lorenzo Insigne (87). Dybala foi o 20º em assistências (6) e o sétimo em passes decisivos (70).

Nas notas individuais, Dybala surge bem colocado, tendo sido o sexto melhor jogador com nota média de 7,47 no Italiano. A frente do argentino aparecem: Cristiano Ronaldo (7,74); Papu Gómez (7,64); Josip Ilicic (7,62); Luis Alberto (7,60); e Immobile (7,54).

Vale lembrar que na temporada passada quem foi eleito o melhor jogador foi craque português Cristiano Ronaldo, ainda que, assim como Dybala, não tenha sido escolhido como o melhor jogador da posição em que atua. Não só os números refletem a contradição da entrega do prêmio principal, como também a própria premiação.

*Todas as estatísticas e as notas presentes no texto foram recolhidas do SofaScore.

VAVEL Logo