Internazionale e Shakhtar Donetsk decidem segundo finalista da Europa League
Foto: Divulgação / Internazionale

Um jogo é o que separa os nerazzurri e os mineiros de Donetsk da grande final da Uefa Europa League. Nesta segunda-feira (17), a Internazionale joga contra o Shakhtar Donetsk pelas semifinais na Merkur Spiel-Arena, em Düsseldorf (Alemanha), às 16h. O vencedor do duelo encara na decisão o Sevilla, que derrotou o Manchester United na outra semifinal.

O histórico de confrontos entre as duas equipes é pequeno, mas quem leva a melhor é a Inter de Milão. Na terceira fase dos play-offs da Champions League 2005-06, os times disputaram uma vaga na fase de grupos do torneio em jogos de ida e volta. Na Ucrânia, o goleiro brasileiro Júlio César estreou com a camisa dos nerazzurri com uma vitória tranquila por 2 a 0 com gols de Oba Oba Martins e Adriano. Na volta, em um Giuseppe Meazza de portões fechados, como acontecerá nesta segunda, um empate por 1 a 1 garantiu a presença da Inter na próxima fase. Álvaro Recoba abriu o placar para os italianos logo no começo da partida, mas ainda no primeiro tempo Elano deixou tudo igual.

Liderados por Conte, Inter quer voltar ao topo da Europa

Há dez anos, a Internazionale conquistava sua terceira Champions League contra o Bayern de Munique com sete sul-americanos em campo (e o atacante argentino Diego Milito foi o autor dos dois gols). Agora, em 2020, a competição não é a mesma, e a autoestima do torcedor nerazzurri muito menos.

Para tentar voltar a ser uma equipe de destaque no futebol europeu, a diretoria trouxe nesta temporada o técnico italiano Antonio Conte, o uruguaio Diego Godin e o chileno Alexis Sanchéz (fora do jogo por lesão). Apesar dos dois jogadores serem nomes de peso, os holofotes estão desde o início da temporada sobre Lautaro Martínez. O argentino, constantemente associado ao Barcelona, marcou cinco gols em seis partidas na Champions League (competição da qual a Inter foi eliminada ainda na fase de grupos), mas na Europa League ainda não foi às redes em três jogos.

Na competição desde os 16 avos de final, a Internazionale venceu todas as partidas que fez. Contra o Ludogorets, os nerazzurri fizeram 2 a 0 (ida – fora) e 2 a 1 (volta – em casa) e avançaram com o placar agregado de 4 a 1. Pelas oitavas, já em jogo único, deixaram a surpresa Getafe pelo caminho vencendo por 2 a 0. Contra o Bayer Leverkusen pelas quartas, vitória por 2 a 1 tendo apenas 36% de posse de bola e finalizando o dobro do adversário (18 a 9). Conte está a uma vitória de recolocar a Inter em uma final continental 10 anos depois; mas sem saber se poderá contar com a estrela Eriksen para isso.

Em coletiva pré-jogo neste domingo (16), o goleiro e capitão nerazzurri Handanovic demonstrou respeito ao rival.

Precisamos jogar em um nível ainda maior do que temos jogado, porque o nível dos nossos adversários está sempre aumentando. O Shakhtar é o adversário mais complicado que enfrentamos até o momento na Europa League, e teremos que jogar ainda melhor do que nos últimos jogos”, disse o arqueiro esloveno.

Provável escalação da Inter de Milão (3-5-2): Handanovic; Godin, De Vrij, Bastoni; D’Ambrosio, Barella, Brozovic, Gagliardini, Young; Lukaku, Lautaro Martinez.

Shakhtar Donetsk segue apostando as suas cartas no talento brasileiro

São 13 os brasileiros no elenco dos mineiros. Entre esses, muitos são bastante conhecidos do público: Taison, Dentinho, Marlos, Alan Patrick etc. Mas se engana quem pensa que algum desses tem sido o dono do time nesta Europa League. O craque do Shakhtar atende pelo nome de Júnior Moraes. O jogador naturalizado ucraniano de 33 anos marcou quatro gols e deu 1 assistência em cinco partidas disputadas na competição. No Campeonato Ucraniano 2019-20, a revelação do Santos foi o artilheiro com 20 gols e o principal garçom com oito assistências.

Campeões ucranianos pela quarta vez seguida, os mineiros agora tentam repetir a façanha do time de 2008-09, que se consagrou campeão da Europa League com gols dos brasileiros Jádson e Luiz Adriano. Antes de chegar ao Shakhtar Donetsk, o maior feito do técnico Luís Castro havia sido a conquista da segunda divisão de Portugal no comando do Porto B.

Os ucranianos também foram eliminados na fase de grupos da Champions League, terminando em terceiro no grupo C atrás do Manchester City e da Atalanta. Contra o Benfica pelos 16 avos de final da Europa League, o Shakhtar venceu na ida (em casa) por 2 a 1 e empatou por 3 a 3 na volta (fora). Os mineiros passearam nas oitavas vencendo o Wolfsburg por 5 a 1 no agregado. A tranquilidade seguiu nas quartas: 4 a 1 para cima do Basel em jogo único e passagem garantida para as semis.

O técnico Luís Castro ressaltou a adversidade do confronto, mas mostrou confiança na sua equipe.

“O Conte é um treinador muito complexo e temos noção que vai ser difícil, mas a Inter de Milão sabe que vai jogar contra um adversário complicado. Sabemos das nossas qualidades e só temos de mostrar quem somos. Estou convencido que se dermos o nosso melhor, vamos chegar à final”, afirmou o treinador.

Provável escalação do Shakhtar Donetsk (4-2-3-1): Pyatov; Dodô, Kryvtsov, Bondar, Matviyenko; Marcos Antônio, Stepanenko; Marlos, Alan Patrick, Taison; Júnior Moraes.

VAVEL Logo