Internazionale busca tetracampeonato da Europa League; relembre a campanha
Foto: Divulgação / UEFA 

Nesta sexta-feira (21), Inter de Milão e Sevilla disputam a final da Uefa Europa League, às 16h, em Colônia, na Alemanha. O confronto reúne os times com mais títulos e participações em finais na história da competição, sendo cinco títulos para os espanhóis, que venceram todas as decisões que jogaram e três títulos para os italianos, em quatro finais disputadas.

Tentando conquistar o quarto troféu e se firmar como segunda maior vencedora do torneio, a Inter vem em ótima fase para a grande final, com onze jogos de invencibilidade. A última derrota foi em 05 de julho, contra o Bologna.

A grande arma da equipe de Antonio Conte é o atacante Lukaku, que marcou gol em todas as partidas que disputou pela competição até aqui. O belga inclusive quebrou uma marca importante: se tornou o primeiro jogador a balançar as redes em dez jogos consecutivos na história da Europa League, contando as partidas que disputou pelo Everton na temporada 2014/15.

O começo da Inter

Jogando a Champions League no grupo da morte com Barcelona, Borussia Dortmund e Slavia Praga, a Internazionale começou tropeçando em casa e entregando pontos para o time tcheco que, em tese, era a equipe menos técnica do grupo. As más atuações da Inter renderam a terceira colocação ao final da fase de grupos.

Eliminada da Champions, a equipe de Antonio Conte chegava para disputar a Europa League na segunda fase, quando começa o sistema de mata-mata. Sem favoritismo evidente, a Inter entrava na competição em baixa.

O primeiro desafio

Em jogo válido pela segunda fase da Europa League, que antecede as oitavas de final, a Inter teve como adversário inicial o Ludogorets, da Búlgaria. Com gols de Eriksen e Lukaku, os italianos venceram o jogo de ida por 2 a 0 sem sustos.

O jogo de volta, disputado em 27 de fevereiro, na Itália, já não contava com público por conta da pandemia do novo coronavírus. Começando em desvantagem, equipe nerazzurra virou o jogo com gols de Biraghi e Lukaku e venceu por 2 a 1, se classificando para as oitavas de final.

Duas semanas após a classificação, a Uefa paralisou a competição devido a gravidade da pandemia.

A volta do futebol

Quase seis meses após a partida de volta contra o Ludogorets, a Europa League retornava com novos protocolos sanitários para preservar a saúde dos jogadores e funcionários. Por conta disso, o formato da competição foi reformulado: não haveriam mais jogos de volta e todos as partidas seriam disputadas na Alemanha, além manterem a proibição de torcedores no estádio.

Com isso, o jogo das oitavas de final entre Inter e Getafe foi disputado em Gelsenkirchen. A equipe espanhola pressionou bastante durante todo o primeiro tempo, mas não foi eficaz, além de desperdiçar um pênalti na segunda etapa com Molina. O time de Antonio Conte não foi como o Getafe e aproveitou as poucas chances de finalização que tiveram. Com um gol em cada tempo, Lukaku e Eriksen garantiram a Inter nas quartas de final após vitória por 2 a 0.

Cada vez mais perto

Já embalada e com uma postura totalmente diferente daquela que iniciou a competição, a Inter enfrentou o Bayer Leverkusen nas quartas de final. Em jogo bastante movimentado e com todos os gols da partida saindo em um intervalo de dez minutos no primeiro tempo, os italianos venceram por 2 a 1 e carimbaram o passaporte para as semis. Barella fez aos 14, Lukaku ampliou aos 20, e Havertz descontou para os alemães aos 24.

Nesse jogo, o atacante Lukaku bateu a marca histórica de nove jogos consecutivos fazendo gols na Europa League.

Semifinal segura

A semifinal contra o Shakhtar Donetsk foi um dos jogos mais fáceis da Inter na Europa League. Com alta imposição do esquema de jogo de Conte, os italianos comandaram toda a partida e golearam os ucranianos por 5 a 0. Destaque para a dupla de ataque formada por Lukaku e Lautaro, que marcaram dois gols cada. D'Ambrosio fez o outro.

O belga Lukaku bateu sua própria marca nesse jogo e agora já balançou as redes em 10 jogos consecutivos na competição.

A Internazionale se garantiu na final mais uma vez  e agora disputará a quinta decisão de Europa League da sua história. A equipe nerazzurra ganhou os títulos nas temporadas 1990–91, 1993–94 e 1997–98, além de ser vice em 1996–97.

VAVEL Logo