A inédita classificação do Tigres à final do Mundial de Clubes; Palmeiras eliminado
Foto: Divulgação / Fifa

Andre-Pierre Gignac foi mais uma vez o herói do Tigres enquanto os mexicanos despachavam o Palmeiras para se tornarem a primeira equipa da Concacaf presente numa final do Mundial de Clubes da FIFA. O time treinado pelo brasileiro Ricardo Ferretti foi muito digno para conseguir sua vitória surpreendente e vai agora brigar pelo título contra Bayern de Munique ou Al Ahly na quinta-feira (11).

O Palmeiras entrou no jogo como favorito por ter vencido a Libertadores. Lutou durante todo o jogo, e ficou viu o goleiro Weverton fazer ao menos três belas defesas, mantendo o resultado em branco na primeira parte. Os mexicanos ainda deram a volta por cima no arremate de Gignac, com o pé direito encostado à trave. Foi assim que o confronto evoluiu para um duelo pessoal entre Gignac e Weverton, de fato, e isto continuou no segundo tempo, quando o Tigres ganhou um pênalti oito minutos após o reinício.

Então, enquanto o atacante francês chutava à direita, o guarda-redes do Palmeiras não conseguiu impedir que o time do México chegasse ao 1 a 0 — mesmo que tenha acertado ao pular para seu canto inferior esquerdo.

Para correr atrás do empate, o Palmeiras tinha, claro, a pressa de balançar as redes latinas. Abel Ferreira, Luiz Adriano, Rony, Raphael Veiga, Gabriel Menino e companhia não conseguiram atingir seus objetivos e viram os adversários comemorarem a classificação inédita de um time da Concacaf à final do Mundial de Clubes.

VAVEL Logo