Vitória sobre Lille reacende dúvidas: Chelsea joga melhor sem Lukaku?
Lukaku marcou dois gols no Mundial de Clubes. (Foto: Chelsea FC/Divulgação)

O Chelsea venceu o Lille nesta terça-feira (22), em jogo válido pela ida das oitavas de final da Champions League. Sem Lukaku, mais uma vez a equipe de Thomas Tuchel jogou bem, criou boas oportunidades de gols e causou novamente a impressão de que joga melhor sem o centroavante de mais de £115 milhões, contratado na última janela de verão.

Na última rodada da Premier League, o Chelsea visitou o Crystal Palace, venceu com um gol de Ziyech nos últimos minutos da partida, mas foi outro fato que chamou a atenção dos torcedores e da imprensa em geral. Lukaku atuou os 90 minutos e tocou apenas sete vezes na bola.

Para Thomas Tuchel, treinador dos Blues, “os atacantes têm problemas de confiança se não recebem a bola, se enfrentam um time forte defensivamente”. O treinador enfatizou que a pouca participação de Lukaku no jogo não é algo que nem ele, nem o jogador quer, “mas ele (Lukaku) está no centro das atenções e vamos protegê-lo".

Sem Lukaku, Chelsea foi bem contra o Lille

Contra o Lille, Lukaku começou no banco. Havertz, que vinha sendo a dupla de ataque do belga, atuou como um falso 9 e novamente teve uma boa atuação marcando o primeiro gol da vitória do Chelsea.

Com o alemão, o time de Thomas Tuchel passa a jogar de uma forma muito parecida com a que jogava na última temporada, quando se sagrou campeão da Champions League. 

Havertz na atual temporada tem números inferiores ao de Lukaku, mas mesmo assim há indícios de que o time se entende melhor e os encaixes fazem mais sentido quando Tuchel escala o Chelsea sem um centroavante fixo.

O Chelsea joga melhor sem Lukaku?

Nos jogos em que Lukaku não esteve disponível ou começou no banco, o Chelsea tem uma média de 2 gols por jogo. Com o belga entre os titulares, essa média cai para 1.77 gols por partida - o que contraria a lógica, tendo em vista que o Chelsea tornou o Lukaku o jogador mais caro de sua história.

Em relação às vitórias, há uma leve melhora nos números com Lukaku. Inclusive, Romelu esteve presente nos grandes jogos do Chelsea na temporada contra o Arsenal pela Premier League, e as três vitórias contra o Tottenham.

Em entrevista para a TNT Sports, ao ser perguntado sobre Lukaku ter sido contratado para ser a “cereja do bolo” do Chelsea campeão europeu, Thomas Tuchel disse que "às vezes você tem tanta certeza te ter conseguido encontrar a última peça para completar o seu quebra-cabeça e o futebol te faz entender que não é nada disso”, dando a entender que as coisas não aconteceram como ele e o clube planejavam.

Em resumo, não há estatísticas que comprovem que o Chelsea funciona melhor sem Romelu Lukaku. O que acontece, de fato, é um time mais fluido, mais veloz em campo e que possui um melhor entrosamento quando joga com Kai Havertz, a joia alemã que marcou os gols dos títulos da Champions League e do Mundial de Clubes.

A sequência como titular e o cansaço foram as justificativas de Thomas Tuchel para manter Lukaku no banco de reservas no jogo contra o Lille. A próxima partida dos Blues será no final de semana, quando decidirá a Copa da Liga Inglesa contra o Liverpool

VAVEL Logo