Depois de 92 anos, arbitragem contará com presença feminina na Copa do Mundo
Foto: Divulgação / Adidas

A Copa do Mundo Qatar 2022 está fazendo história. Depois de 92 anos, presenciaremos árbitras apitando os jogos.

Na última quinta-feira (19), a Fifa (Federação Internacional de Futebol), anunciou que três árbitras e três assistentes mulheres foram selecionadas para fazer parte da equipe de arbitragem da competição. A equipe conta com 36 pessoas no total, as três árbitras são: Stéphanie Frappart, da França, Salima Mukansanga, da Ruanda e Yoshimi Yamashita, do Japão. Já a assistência fica com: Neuza Inês Back, do Brasil, Karen Diaz Medina, do México e  Kathryn Nesbitt, dos Estados Unidos.

A francesa Frappart já apitou em partidas importantíssimas, como a final da Copa do Mundo Feminina de 2019, antes de arbitrar o jogo entre Liverpool e Chelsea pela Supercopa da Uefa do mesmo ano. Em 2020, ela se tornou a primeira mulher a apitar na Champions League masculina, numa partida entre Juventus e Dynamo de Kiev, que terminou em 3 a 0.

A japonesa Yamashita também tem história para contar. Foi a primeira mulher a comandar a arbitragem em uma partida da Champions League da Ásia, no início de 2022.

A ruandesa, por sua vez, apitará seu segundo campeonato internacional masculino em menos de um ano. Mukansanga também já liderou uma equipe de arbitragem feminina na Copa das Nações Africanas em janeiro deste ano, quando houve o confronto entre Zimbábue e Guiné, na fase de grupos.

Os jogos da Copa do Mundo começam no dia 21 de novembro, às 7h (horário de Brasília).

VAVEL Logo