Milan mostra forças, bate Sassuolo em jogo de duas viradas e encerra freguesia

Diavolo se recupera no segundo tempo após estar perdendo por 3 a 1 e vira o duelo para 4 a 3

Milan mostra forças, bate Sassuolo em jogo de duas viradas e encerra freguesia
Foto: Marco Luzzani/Getty Images
Milan
4 3
Sassuolo
Milan: Donnarumma; Abate, Paletta, Gustavo Gómez, De Sciglio; Kucka, Montolivo (Locatelli, min. 60), Bonaventura; Suso, Bacca (Poli, min. 83), Luiz Adriano (Niang, min. 46). Técnico: Vincenzo Montella.
Sassuolo: Consigli; Pol Lirola, Antei, Acerbi, Letschert; Pellegrini (Iemmello, min. 82), Magnanelli, Mazzitelli (Biondini, min. 68); Politano, Defrel, Adjapong (Ricci, min. 78). Técnico: Eusebio Di Francesco.
Placar: 1-0, min. 9, Bonaventura. 1-1, min. 10, Politano. 1-2, min. 54, Acerbi. 1-3, min. 56, Pellegrini. 2-3, min. 69, Bacca. 3-3, min. 73, Locatelli. 4-3, min. 77, Paletta.
ÁRBITRO: Marco Guida (ITA). Cartões amarelos: Adjapong (min. 23), Montolivo (min. 51), Antei (min. 68), Pellegrini (min. 75), Politano (min. 90+1), Biondini (min. 90+3).
INCIDENCIAS: Partida válida pela sétima rodada da Serie A, realizada no estádio San Siro, em Milão, na Itália.

Emocionante. Assim pode se resumir a partida entre Milan e Sassuolo, neste domingo (2), no San Siro, em Milão, pela sétima rodada da Serie A. Os rossoneri chegaram a estar perdendo por 3 a 1, mas mostraram forças para empatar e virar o duelo, que terminou 4 a 3. Essa é primeira vitória do Diavolo sobre o time da Emília-Romanha, pela liga italiana, na história.

Bonaventura abriu o placar no primeiro tempo para o Milan, mas o Sassuolo empatou com Politano um minuto depois. No segundo tempo, houve chuva de gols. Os neroverdi viraram o combate para 3 a 1, com gols de Acerci e Pellegrini. No entanto, os donos da casa empataram e, inacreditavelmente, viraram para 4 a 3. Bacca, Locatelli e Paletta conduziram a reação rossonera.

Com o resultado, o Milan chega a 13 pontos e ascende à quinta posição, atrás de Chievo, Lazio, Napoli e Juventus. O Sassuolo, por sua vez, ocupa a 13ª colocação, com nove pontos.

Devido à data Fifa, período de jogos entre seleções, as duas equipes voltam a campo no dia 16 de outubro. O Milan irá a Verona enfrentar o Chievo, às 16h45, enquanto o Sassuolo recebe, no Mapei Stadium, às 11h, o Crotone. Ambos os jogos serão válidos pela oitava rodada da liga italiana.

Gols logo no início e pouca chances no restante do primeiro tempo

Os primeiros minutos no San Siro eletrizantes. Logo aos nove minutos, o Milan abriu o placar com Bonaventura, que arriscou de fora da área e viu a bola enganar o goleiro Consigli após desvio em Acerbi. Porém, não a euforia da torcida milanista foi contida um minuto depois do gol.

Criticado neste início de temporada, o lateral-direito Abate errou a saída de bola e entregou a pelota nos pés de Politano. O jovem atacante arrancou, abriu espaço e bateu de direita, entre as pernas de Donnarumma. Logo depois, Pellegrini exigiu boa defesa do goleiro do Milan ao finalizar de fora da área.

Após o início eletrizante, o Milan encontrou dificuldades para chegar à meta do Sassuolo. Kucka, Montolivo e Bonaventura não conseguiam dar criatividade ao time, enquanto o ataque ficava estagnado em meio à defesa do Sassuolo. A equipe rossonera também errava muitos passes no meio-campo, dificultando a transição da defesa ao ataque.

Milan busca virada heróica no fim

O Milan retornou do intervalo com uma mexida: Montella viu que Luiz Adriano não estava se encontrando com Bacca no ataque e sacou o brasileiro, dando lugar ao francês Niang. Mas a mudança não surtiu efeito e o Milan sucumbiu.

Num intervalo de dois minutos, o time milanês sofreu duas dois gols e se desestabilizou na partida. Primeiro, o ex-milanista Acerbi ficou livre na área e aproveitou cruzamento de Pellegrini. Depois, o próprio Pellegrini tabelou com Defrel, gingou para cima de Gustavo Gómez e bateu no canto de Donnarumma.

Porém, o Milan, que estava praticamente entregue após os dois golpes, deu alento à sua torcida quando Niang foi derrubado na área por Antei. Bacca pegou a bola e marcou seu sexto gol nesta Serie A. Quatro minutos mais tarde, Locatelli, promessa da base rossonera que havia substituído o criticado Montolivo, acertou um lindo chute da entrada da área e empatou o duelo.

A partir desse momento, o Milan começou a pressionar o adversário. Bonaventura, em cobrança de falta, fez Consigli espalmar a bola para cobrança de escanteio. Um minuto depois, o San Siro veio a baixo quando Niang cruzou na área e Paletta foi no terceiro andar para cabecear firme e virar a partida.

Antes de terminar a partida, Donnarumma realizou ótima defesa na finalização de Pellegrini e assegurou os três pontos heróicos ao Milan.

Lance que Paletta sobe mais alto que todo mundo para testar e marcar o quarto gol do Milan (Foto: Marco Luzzani/Getty Images)
Lance que Paletta sobe mais alto que todo mundo para testar e marcar o quarto gol do Milan (Foto: Marco Luzzani/Getty Images)