Em dérbi frenético, Icardi destrói Milan e conduz Inter à vitória

Partida magnífica do argentino deixou a equipe nerazzurra a apenas dois pontos da liderança

Em dérbi frenético, Icardi destrói Milan e conduz Inter à vitória
Icardi comemora seu segundo gol no jogo (Foto: Emilio Andreoli/Getty Images)
Internazionale
3 2
Milan
Internazionale: Handanovic; D'Ambrosio, Miranda, Skriniar, Nagatomo; Vecino, Valero (Éder, min.85), Candreva (João Cancelo, min.72), Gagliardini, Perisic; Icardi (Santon, min.92).
Milan: Donnarumma; Musacchio, Bonucci, Romagnoli (Locatelli, min.77); Borini, Kessié (Cutrone, min.45), Bonaventura, Rodríguez, Biglia; André Silva, Suso.
Placar: 1-0, min.27, Icardi, 1-1, min.55, Suso, 2-1, min.62, Icardi, 2-2, min.80, Bonaventura, 3-2, min.89, Icardi.
ÁRBITRO: Paolo Tagliavento. Miranda (min.14), Romagnoli (min.19), Vecino (min.24), Gagliardini (min.55), Perisic (min.79), Rodríguez (min.88), Icardi (min.90), Éder (min.93).
INCIDENCIAS: Partida válida pela oitava rodada da Serie A 2017/18. Realizada no Estádio Giuseppe Meazza, em Milão, na Itália.

Não faltou emoção no primeiro Derby Della Madonnina da temporada. No encerramento da oitava rodada da competição, a Internazionale venceu o clássico diante do Milan, por 3 a 2, no Giuseppe Meazza. O atacante Mauro Icardi marcou três vezes e comandou a vitória nerazzurra sobre o arquirrival. Suso e Giacomo Bonaventura anotaram os tentos do Diavolo.

Quem conseguirá para a Inter? O lado nerazzurro de Milão segue invicto no Italiano, se mantendo também como a melhor defesa do campeonato agora ao lado da Roma, com apenas cinco gols sofridos. O resultado deixa a Inter a apenas dois pontos do líder, Napoli, sendo que as equipes se enfrentam na próxima rodada, no estádio San Paolo, em Nápoles. 

Em oito partidas disputadas, Icardi foi às redes em nove oportunidades

O Milan lutou até o fim, teve boas oportunidades principalmente na volta do intervalo, mas não conseguiu evitar seu terceiro tropeço consecutivo na temporada. Mesmo realizando boas substituições, o resultado acaba deixando ainda mais ameaçado o cargo de Vincenzo Montella no comando do time. O Milan tenta se recuperar agora no próximo domingo (22), quando recebe o Genoa.

Inter é melhor e vai ao intervalo em vantagem

No primeiro tempo, Inter de Valero levou a melhor sobre o Milan de Biglia (Foto: Emilio Andreoli/Getty Images)
No primeiro tempo, Inter de Valero levou a melhor sobre o Milan de Biglia (Foto: Emilio Andreoli/Getty Images)

Digno de qualquer clássico imponente, Inter e Milan começaram a partida priorizando a cautela. O estudo do adversário. Mas logo ao segundo minuto, Candreva lançou Icardi que saiu frente a frente com Donnarumma, mas o impedimento, equivocadamente, foi assinalado. A jogada nerazzurra abriu margem para que as duas equipes arriscassem mais dentro de campo.

Aos 12' veio o primeiro grande lance. Candreva recebeu em ótimas condições na entrada da área, finalizou bonito de perna direita e viu a bola carimbar o travessão. Pouco tempo depois veio a primeira finalização do Milan, com Suso, mas sem levar muito perigo a meta de Handanovic.

Pelo alto, Miranda por pouco não abriu o placar aos 22'. Mas cinco minutos depois, não teve jeito. Novamente Candreva fez boa jogada individual pelo setor direito do ataque da Inter, cruzando na medida para Mauro Icardi desviar com categoria, tirando do alcance de Donnarumma e marcando o primeiro tento do jogo.

Nos minutos finais da primeira etapa, veio o grande momento do Milan. Borini se livrou de Nagatomo e invadiu a área, finalizando cruzado para a uma ótima defesa de Handanovic, a bola ainda voltou para o atacante que cabeceou na rede do lado de fora.

Milan reage, mas a noite era de Mauro Icardi

Buscando uma reação, Vincenzo Montella deixou o time ainda mais ofensivo após o intervalo: sacou da equipe o meio-campista Kessié, e colocou o jovem Cutrone, mudando completamente o panorama do jogo. Aos 48' André Silva bateu de perna esquerda, a bola carimbou a trave direita de Handanovic e sobrou para Musacchio estufar as redes da Inter, mas o assistente anulou bem o lance por impedimento.

Na sequência foi a vez de Suso arriscar de longa distância, mas o arqueiro nerazzurro espalmou para escanteio. Logo após, foi a vez de Biglia finalizar para mais uma grande defesa do esloveno. Mas aos 55' a recompensa veio. Após tanto pressionar na volta do intervalo, Suso finalizou com uma imensa felicidade de fora da área, de perna esquerda, com curva, para igualar o clássico no Giuseppe Meazza.

Para mostrar que não estava morta na partida, a Inter reagiu cedo com Vecino. O uruguaio recebeu livre de marcação aos 60' e por muito pouco não fez o segundo. Mas a noite era de Mauro Icardi. O argentino roubou a bola no meio-campo, puxou o contra-taque e rolou para Perisic, o croata devolveu para Icardi que de voleio desempatou a partida.

Bonaventura empatou o jogo novamente (Foto: Matthew Ashton - AMA/Getty Images)
Bonaventura empatou o jogo novamente (Foto: Matthew Ashton - AMA/Getty Images)

Após o desempate, a Inter avançou pouco, e o Milan pouco criou. Contrariando as estatísticas, já que o Milan não havia marcado nenhuma vez nesta temporada nos 15 minutos finais das partidas, Bonaventura desviou uma bola cruzada por Borini aos 80', Handanovic se esticou todo para evitar que a bola entrasse, mas em vão.

Quando o empate parecia irretocável, Ricardo Rodríguez segurou D'Ambrosio dentro da área. Bem posicionado, o árbitro marcou o pênalti. Icardi foi para a cobrança e decretou a sétima vitória da Inter na Serie A.

À lá Messi e Cristiano Ronaldo, Icardi festeja gol que deu a vitória à Inter (Foto: Emilio Andreoli/Getty Images)
À lá Messi e Cristiano Ronaldo, Icardi festeja gol que deu a vitória à Inter (Foto: Emilio Andreoli/Getty Images)