Diego Souza critica arbitragem no revés para Cruzeiro: "Infelizmente, a gente sai como chorão"
Foto: Williams Aguiar

Neste último domingo (15), o Sport foi até o Mineirão enfrentar o Cruzeiro em jogo antecipado da 35ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A. Existia a expectativa do time rubro-negro entrar no G-4 e torcer por tropeços dos adversários diretos no decorrer da rodada para lá permanecer, mas não foi isso que aconteceu e o time saiu derrotado por 3 a 0.

Mas o deslize rubro-negro começou depois de um pênalti marcado em favor do time da casa quando o jogo ainda estava zero a zero e no segundo tempo. E essa penalidade gerou reclamação dos jogadores leoninos que foram pra cima do árbitro Marielson Alves da Silva e não ficou por ai, ao final da partida o meia Diego Souza concedeu entrevista ainda em campo e mostrou toda sua revolta.

Pode me punir. Mas essa arbitragem está muito fraca. É brincadeira isso. Aí, depois, vem pedir desculpa. Se você rebobinar e for buscar, no primeiro tempo, a bola bateu na mão do Manoel ou foi do Ceará dentro da área. Foi mão escandalosa e ele não deu”, relatou o jogador.

Diego também reclamou que esse tipo de pressão não é só com os árbitros, mas também com os jogadores que tem de lhe dar com a torcida que fica chateada pela derrota. “Infelizmente, a gente sai como chorão. Mas eles (árbitros) têm que entender que a pressão não é só neles. A gente sofre também. Eu represento milhões aqui. Quando a gente perde um jogo desses, não posso sair para jantar, nem com o meu filho”, finalizou o atleta.

Agora, o Leão da ilha volta ao Recife para uma semana de treinamentos, visando o confronto diante do Atlético-PR, na Ilha do Retiro. Além de, no decorrer da rodada, secar Santos, Internacional, Ponte Preta e São Paulo na briga pelo G-4.

VAVEL Logo