Roger analisa rendimento no ano e fala em busca por título em 2016: "Acima de qualquer coisa"
Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Após a vitória de 2 a 1 sobre o Atlético-MG neste domingo (29), pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro, na Arena, Roger Machado traçou os primeiros planos para o ano de 2016. Demonstrando satisfação com o rendimento até agora, o treinador pouco falou sobre a possibilidade de vice-campeonato na última rodada. Pensando na próxima temporada, o comandante deixou claro que quer voar mais alto, o foco principal é conquistar um título:

"Tudo começa por uma boa campanha como essa que fizemos. Os jogos nos dão uma amostragem importante do que a gente precisa agregar para nos tornarmos cada vez mais fortes. Temos um modelo de jogar bem definido. Agora, temos que dar um passo a frente, de entrar no campo do adversário e definir. Pegar relatórios, entender e mapear para ver o que foi bom e preservar, para que no ano que vem a gente consiga brigar por título. Do ponto de vista da instituição, a gente foi bem, valorizamos os ativos. Mas ano que vem, temos que ganhar título. É o que marca a carreira do treinador. É o que queremos acima de qualquer coisa".

O treinador gremista avaliou de forma positiva o desempenho de seu plantel em 2015, afirmando que o Grêmio evoluiu no decorrer do ano, a ponto de confirmar os jovens Luan, Pedro RochaWalace e Everton, que eram promessas da equipe: "Eu acho que a gente conseguiu elevar o nível dos jogadores a um patamar muito alto. É o segundo ano do Everton, o primeiro do Pedro, do Luan, que teve uma afirmação muito grande. O Walace é um jogador de pouca idade. Eles conseguiram estar em um nível bastante alto. A gente consegue elevar com a "treinabilidade". Quando a gente tiver jogadores com bagagem maior, a gente imagina que vai haver um crescimento".

Roger destacou a necessidade de reforçar o elenco tricolor para ter possibilidade de lutar por título e a importância de manter o máximo de jogadores que fazem parte do plantel atual:

"Eu tenho certeza que o Atlético-MG também mapeia o mercado para se qualificar, que o Corinthians, que é campeão, também mapeia. Vamos esperar acabar (o campeonato). Evidente que a gente faz um trabalho, que tem condições de mapear jogadores que podem ser úteis. O Brasileiro revela jogadores de bastante potencial. Tem outros lá fora. Toda a equipe que almeja títulos precisa se qualificar, independente da posição que acaba no campeonato. Os jogadores que temos aqui, nos trouxeram até onde estamos, mas precisamos agregar. Nós temos mapeado vários jogadores de várias posições, para que a gente dê a investida certa. Dentro do cenário para o próximo ano, com reformulação financeira, vamos ter uma equipe bem competitiva. Estamos negociando e articulando para que os principais jogadores consigam permanecer conosco. Esforços vão ser feitos"

A proposta da China por Luan também virou pauta e a possibilidade de venda foi reprovada pelo técnico Roger, que valorizou o atacante: "Não, né, presidente?! É um jogador decisivo. Hoje fez jus à sua capacidade, num jogo difícil. É justamente nessas horas que tem que aparecer o jogador decisivo. Ele é peça fundamental dentro da nossa engrenagem. Faria muita falta, mas não quero pensar nisso agora".

Com 65 pontos, o Grêmio está a um apenas do vice-líder Atlético-MG, que soma 66. Matematicamente, o tricolor gaúcho já tem vaga garantida no G-3. O próximo e último compromisso do Grêmio no Campeonato Brasileiro é no próximo domingo, às 17h, contra o já rebaixado Joinville, lutando para conquistar a segunda colocação. Na quarta-feira o Tricolor volta a treinar, visando o último duelo.

VAVEL Logo