Ex-Fluminense, Marinho e Dalton passaram por transferências polêmicas rumo ao Internacional
Ex-Fluminense, Marinho e Dalton passaram por transferências polêmicas rumo ao Internacional

Poucos são os que sabem que o meia Marinho foi revelado nas categorias de base do Fluminense. O que também é o caso do zagueiro Dalton, este mais conhecido, também criado em Xerém. Porém, os torcedores que lembram, guardam certa mágoa pela forma que ambos saíram de Laranjeiras. Após muita confusão, transferências polêmicas rumo ao Internacional. Relembre.

Caso Marinho

Principal jogador do Vitória na luta contra o rebaixamento, Marinho foi revelado nas categorias de base do Fluminense, em 2008. Com apenas 18 anos, o meia subiu para o elenco profissional do Tricolor e foi um dos destaques do Campeonato Carioca daquele ano. Pelo Brasileiro atuou em apenas 8 jogos.

Uma briga entre o empresário e a diretoria pela renovação de contrato, fez com que Marinho fosse rebaixado para a equipe sub-20 e voltasse a treinar em Xerém. Até então, não havia proposta do Internacional. Aos 19 anos, após muitas brigas nos bastidores entre a diretoria do Fluminense e o empresário do jogador, o meia foi contratado por cinco anos pelo Internacional.

Sem ter sido muito bem aproveitado em Porto Alegre, o jogador foi emprestado três vezes. Em 2011 para Caxias e Paraná, e em 2012 para o Goiás. Sem sucesso, o Colorado não quis renovar com o meia. Com isso, o jogador recomeçou sua carreira, passando pelo Ituano em 2013 e pelo Náutico em 2014. Até que chegou ao Ceará, onde teve um ótimo desempenho em campo e chamou a atenção de clubes brasileiros após a memorável entrevista na saída de jogo, em que foi pego de surpresa pelo repórter que comunicou que o jogador estava suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Depois disso, em 2015, Marinho foi comprado pelo Cruzeiro e, novamente, não teve um bom desempenho. Emprestado para o Vitória no início de 2016, o jogador deu a volta por cima e é visto como um dos jogadores mais importantes do clube baiano. Em meados de 2016, o Vitória comprou os direitos econômicos do jogador. No Brasileirão, Marinho atuou 26 vezes e marcou 11 gols.

Caso Dalton foi parar na justiça

O mês era abril e o ano 2010. Após ajudar o Fluminense na inesquecível fuga do rebaixamento, o zagueiro Dalton entrou na justiça contra o clube por uma dívida no pagamento do fundo de garantia (cerca de R$ 13 mil), pegando todos de surpresa. O jogador, que permaneceu dez anos no clube, era considerado pela diretoria tricolor o principal jogador do elenco com potencial de venda para o futebol europeu.

O processo na justiça foi demorado. Nas duas primeiras audiências, foi determinado que Dalton retornasse ao Fluminense até que houvesse a decisão final. O zagueiro, porém, não compareceu ao local de trabalho e conseguiu uma liminar que o liberava para negociar com outros clubes. Foi aí que o Internacional apareceu. Com interesse no jogador de 20 anos, o clube gaúcho começou a conversar com o empresário e esperava a decisão judicial para então poder apresentá-lo como reforço.

No dia 13 de julho de 2010 aconteceu a audiência definitiva. A justiça deu a vitória ao zagueiro Dalton, liberando-o do vínculo com o Fluminense. Assim, no dia 16 de julho de 2010, o Internacional apresentou o zagueiro como o novo reforço do time de Porto Alegre, com um contrato de cinco anos.

O zagueiro não teve uma passagem muito boa no Inter, com lesão no púbis, o jogador foi pouco aproveitado. Em 2011, foi emprestado ao Atlético-PR. Jogou o Paranaense e voltou ao Inter. Sem espaço, saiu para o Criciúma na reta final de 2012. Antes de fechar com o Universitario, do Peru, o zagueiro quase jogou no América-RN. O jogador chegou a realizar treinos físicos no Rio Grande do Norte, mas precisou voltar ao Internacional para resolver pendencias financeiras. Agora, com 25 anos, Dalton é jogador do Fort Lauderdale Strikers, time de Ronaldo.

VAVEL Logo