Com poucos minutos em 2018, André e Rithely causam prejuízo financeiro ao Sport

Com altos salários, os atletas não tem atuado muito e dessa forma, deram pouco retorno. Cerca de R$ 1,6 milhões já foi gasto com ambos em três meses.

Com poucos minutos em 2018, André e Rithely causam prejuízo financeiro ao Sport
Foto: Williams Aguiar/ Sport Club do Recife

Recuperando-se de lesões e com negociações reabertas para deixar o clube em 2018, André e Rithely mal atuaram pelo Sport neste ano. Líderes e referências técnicas do time, os atletas agora se vêem do outro lado da moeda. Visto que, agora, são os que originaram prejuízos financeiros aos cofres do Leão em função da indefinição de ambos em sair da Ilha.

Em três meses na temporada, a dupla já causou cerca de R$1,6 milhão em gastos para o clube. Segundo apuração da reportagem do Superesportes, o valor é equivalente a soma do salário de André (cerca de R$ 350 mil por mês) mais aos R$ 220 mil mensais de Rithely nesse período.

No caso do centroavante, como ele não jogou até o fechamento das duas últimas folhas de pagamento, fevereiro e março, o valor de R$ 700 mil de um total de R$ 1,05 milhão, teve inclusive, um retorno quase nulo do atacante dentro de campo.

Enquanto negociava com o Grêmio, André alegou uma lesão no joelho e só atuou em quatro dos 13 jogos oficiais do Sport em 2018. Trazendo para um viés matemático, cada partida jogada por ele custou R$ 262,5 mil ao clube. Sendo ainda mais específico e estabelecendo uma relação de salário e gols, cada gol de André valeu R$ 525 mil. Vale lembrar que o atleta marcou dois gols na temporada, ambos marcados na vitória por 2 a 0 contra o Afogados na Ilha do Retiro, ainda pela primeira fase do Campeonato Pernambucano.  

Gastos com Rithely

Na mira do Atlético-MG, Rithely iria por empréstimo ao clube, com a equipe mineira cedendo os meias Dodô-que está emprestado ao Botafogo-SP- e Danilo Barcelos, também por empréstimo. A diretoria leonina descartou o atacante Carlos, que anteriormente, estava envolvido na negociação. Desta forma, o volante ainda assim, não daria um retorno financeiro imediato aos leoninos. O cabeça de área só atuou duas vezes no ano, no começo de fevereiro.

Justificando uma contusão no tornozelo, o volante não atuou no mês de janeiro e março, fazendo com que o Sport fechasse essas duas folhas sem o atleta. O clube já gastou R$ 660 mil em salários com o jogador até aqui, sendo R$ 330 mil o valor de cada partida em que ele atuou. Rithely teve participações pelo Estadual e Copa do Brasil, contra o Central (1 a 1) e o Santos-AP (2 a 1), respectivamente.  

O Rubro-negro vive um momento de instabilidade financeira, por isso, a primeira coisa que a nova direção de futebol fez foi estabelecer um teto salarial mais baixo com relação ao ano passado para aqueles reforços que venham disputar a Série A do Brasileiro pelo clube. Aliado a isso, as saídas de André e Rithely também dariam um desafogo salarial para o restante da temporada.