Após início conturbado, Atlético-MG mostra evolução e supera trajetória instável no Estadual
Foto: Divulgação/Atlético

A campanha do Atlético-MG na primeira fase do Campeonato Mineiro foi marcada por momentos de instabilidade. A equipe atleticana não conseguiu praticar um futebol convincente e foi alvo de críticas por parte da torcida. 

Seguindo o planejamento proposto pela comissão técnica na pré- temporada, o treinador Oswaldo de Oliveira optou por utilizar uma equipe alternativa em jogos fora de casa e titulares como mandante.

Primeira fase 

Foto: Divulgação/Atlético
Foto: Divulgação/Atlético

O Atlético estreou na competição, com um empate sem gols diante do Boa Esporte, em Varginha. Na ocasião, Oswaldo Oliveira colocou em campo uma equipe alternativa. Durante a partida, o Galo criou as melhores oportunidades, mas esbarrou nas ótimas defesas do goleiro Fabrício, que garantiram o placar zerado. 

Na segunda rodada, o Galo venceu o Democrata por 3 a 0, no Independência. Os gols foram marcados por Róger Guedes e Elias (duas vezes). A partida marcou a estreia dos titulares na temporada.  

A primeira derrota no campeonato, ocorreu para o Villa Nova na terceira rodada. O Leão do Bonfim bateu o Galo por 1 a 0. O único gol do duelo foi marcado pelo atacante Daniel Morais. 

Na quarta rodada, o Atlético voltou a escalar os titulares na partida contra o Patrocinense, no Independência. O time alvinegro abriu 2 a 0 ainda no primeiro tempo, mas pagou caro pela queda de rendimento na etapa final e sofreu o empate. Os gols do Galo foram marcados por Léo Silva e Diego Borges (contra). Ademir e Marcelo Régis empataram para os visitantes. 

Diante da instabilidade atleticana nas primeiras rodadas do torneio, o treinador Oswaldo de Oliveira resolveu mudar de planejamento. A partir do duelo contra a URT, os titulares seriam utilizados em todos os jogos. 

Na quinta rodada, o  Atlético venceu a URT por 1 a 0, fora de casa. Já nos acréscimos, Ricardo Oliveira anotou o único gol da partida.  

Na sexta rodada, o Atlético perdeu por 2 a 1 para a Caldense, no Independência. Ricardo Oliveira abriu o placar. Mas Neílson e Potita viraram a partida. O jogo marcou a estreia de Thiago Larghi no comando do time alvinegro. 

O Galo se reabilitou no campeonato, na sétima rodada. A equipe bateu o América-MG por 3 a 0, no Independência. Os gols foram marcados por Róger Guedes, Ricardo Oliveira e Norberto (contra). 

Na oitava rodada, o Atlético empatou com o Tupi por 1 a 1, em Juiz de Fora. Vitinho abriu o marcador para o Galo Carijó, mas Cazares deixou tudo igual. 

O Atlético perdeu em casa para o Cruzeiro por 1 a 0, na nona rodada. O único gol da partida foi anotado por Raniel.   

Já na décima rodada, o Atlético venceu o Uberlândia por 2 a 0, no Parque do Sabiá. Ricardo Oliveira e Luan marcaram para o Alvinegro. Com a vitória, o Galo garantiu vaga nas quartas de final do torneio. 

O Atlético encerrou a primeira fase do Mineiro, vencendo o Tombense por 1 a 0, no Independência. De pênalti, o lateral Danilo garantiu o triunfo atleticano. 

Troca de treinador 

Foto: Divulgação/Atlético
Foto: Divulgação/Atlético

Oswaldo de Oliveira foi demitido, após o empate por 1 a 1 diante o Atlético-AC. Na ocasião, o treinador se envolveu em uma discussão com o jornalista Léo Gomide. A confusão provocada pelo treinador e as más atuações da equipe culminaram na demissão do comadante atleticano. Thiago Larghi, auxiliar técnico de Oswaldo, assumiu o time como interino. 

Quartas de final  

Foto: Divulgação/Atlético
Foto: Divulgação/Atlético

Em jogo único, no Independência, o  Atlético bateu a URT por 1 a 0, nas quartas de final do Campeonato Mineiro. O único gol do duelo foi marcado pelo lateral Fábio Santos. Com o resultado, o Atlético enfrentaria o América-MG nas semifinais. 

Semifinal

Foto: Divulgação/Atlético
Foto: Divulgação/Atlético

Atlético e América se encontraram na semifinal do torneio. No primeiro jogo, o Galo venceu por 1 a 0. Na ocasião, Cazares marcou o único gol da partida. Na volta, o Alvinegro venceu novamente. Dessa vez, por 2 a 0. Elias e Fábio Santos marcaram os gols. Com o resultado, o Atlético enfrentaria o Cruzeiro, em mais uma final de estadual. O time celeste eliminou Patrocinense e Tupi no mata mata. 

Final

No primeiro jogo da decisão do Campeonato Mineiro, o Atlético bateu o Cruzeiro por 3 a 1, jogando no Independência. Adilson e Ricardo Oliveira (duas vezes) marcaram para o Galo. Arrascaeta descontou para a Raposa.

Já na segunda partida da final deu Cruzeiro. O Alvinegro perdeu por 2 a 0, com gols de Arrascaeta e Thiago Neves, e viu o título escapar. Apesar da derrota, a evolução da equipe é um alento para o início do Brasileirão e da Copa Sul-Americana.

VAVEL Logo