Guia VAVEL do Brasileirão 2018: Flamengo

Apesar do começo de temporada abaixo do esperado, rubro-negro segue sua busca pelo título nacional

Guia VAVEL do Brasileirão 2018: Flamengo
Arte: Rodrigo Rodrigues/VAVEL.com

Sem muitas certezas e em ano decisivo politicamente, o Flamengo inicia o Campeonato Brasileiro vivendo uma incógnita. Com um cenário instável e um técnico novo, o Mais Querido vai precisar se superar dentro de campo e o futebol terá que transpor as questões internas.

Começo de ano

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

Desde o começo do ano, o Flamengo já deu início a duas competições: o Carioca e a Libertadores. No estadual, a conquista da Taça Guanabara e o primeiro lugar na classificação geral não foram suficientes para a conquista do título e o time foi eliminado pelo Botafogo nas semifinais.

Pela Libertadores, o Flamengo, ainda comandado por Carpegiani já fez dois jogos. Com quatro pontos e em primeiro no grupo 4, o Rubro-Negro empatou com o River Plate dentro de casa e venceu o Emelec fora, em uma partida memorável de Vinicius Júnior.

Contratações

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo
Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

Ao contrário dos outros anos, o Flamengo esse ano trouxe apenas três jogadores para o elenco principal. Contratados, Júlio César, Marlos Moreno e Dourado se juntaram ao plantel rubro-negro no início da temporada. Recentemente, o clube passou também por uma reformulação nos bastidores, com as saídas de Carpegiani, Fred Luz e Jayme de Almeida.

Campanha em 2017

Foto: Luis Acosta/Getty Images

Assim como em 2018, o Flamengo entrou no ano passado como franco favorito nas competições que disputava. Ao contrário do esperado, o Rubro-Negro conquistou apenas um título no ano, e colecionou novos vexames. No saldo total foram duas eliminações, uma ainda na fase de grupos da Libertadores e outra para o Fortaleza na Primeira Liga, um título de Carioca e dois vice-campeonatos - Copa do Brasil e Sul-Americana.

No Brasileiro, o Flamengo ficou na sexta colocação. Apesar de ter começado mal - ainda sob o comando de Zé Ricardo -, o Rubro-Negro melhorou após a chega do colombiano Reinaldo Rueda. No segundo turno o Mais Querido até chegou com força na reta final, mas pecou nos jogos de confronto direto e nos jogos decisivos.

O que esperar?

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

O torcedor sempre espera o melhor. Mas para um Flamengo instável politicamente, a disputa pelo G-6 no Brasileirão e um possível título de Copa do Brasil estarão de bom tamanho. Na Libertadores, o Rubro-Negro precisa afastar a 'tradição' recente de não conseguir passar da fase de grupos e tentar chegar o mais longe possível na competição.

Em campo, a experiência de jogadores como Diego Alves, Juan, Diego e Éverton Ribeiro precisam aparecer, aliada a irreverência de atletas como Éverton e Paquetá. Na frente, a volta de Guerrero contribuirá e muito para um Flamengo que ainda não conseguiu se adaptar ao estilo de Dourado.

O problema fica a cargo do sistema defensivo. Com um 4-1-4-1 implantado no Flamengo em que Diego e Éverton Ribeiro fazem as funções de dentro, Cuéllar fica refém da subida de todos os homens do meio de campo. Com pouca velocidade, Réver e Juan ainda são prejudicados pela pouca qualidade das opções na lateral.

Escalação

Destaque: Lucas Paquetá

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

Desde a reta final do ano passado com gols importantes e belíssimas atuações, Paquetá é, de longe, a maior fonte de talento e raça do Rubro-Negro. Apesar de ter começado a temporada abaixo do esperado, o jovem tem potencial de sobra para ser considerado um dos destaques do Flamengo nessa temporada.

Fique de olho: Vinicius Júnior

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

A jovem promessa da base terá seus últimos meses de Flamengo, já que possivelmente irá para o Real Madrid ainda no meio do ano. Precisando mostrar serviço ao time madrilenho e querendo deixar uma ótima impressão aos brasileiros, Vinicius Júnior deve ser um dos mais observados desse elenco rubro-negro.

O atacante já mostrou nesse início de ano para que veio. Os dois gols marcados diante do Emelec, fora de casa, em uma Libertadores, após o Flamengo começar perdendo credenciam o jovem. No entanto, a dificuldade de Vinicius Jr vai ser se firmar em um elenco com tantas estrelas.

Treinador: Maurício Barbieri

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

Estagiário de Mourinho, Barbieri é, de longe, a escolha que menos agrada a torcida. Após tentar Cuca, Renato Gaúcho e Abel, a diretoria rubro-negra decidiu apostar no técnico da casa. Apesar de pouco conhecido, o jovem treinador de 36 anos é caracterizado como "estudioso, de grupo e extremamente tático".

Barbieri já fez trabalhos no Audax-RJ, no RB Brasil e no Guarani. Pelo Audax, conquistou o acesso à primeira divisão do Carioca. No Red Bull, chegou às quartas do Campeonato Paulista e garantiu uma vaga na Série D do Brasileiro. Já pelo Bugre, o técnico não obteve tanto sucesso - foram seis jogos e apenas sete pontos pela Série A2 do Paulista.

Estádio: Ilha do Urubu

Foto: Buda Mendes/Getty Images

Sem poder contar com a Ilha do Urubu nesse início de temporada, o Flamengo têm mandado seus jogos no Nilton Santos ou no Maracanã - em janeiro, um poste de iluminação caiu e os reparos ainda não foram finalizados. Com aproveitamento de quase 80%, o torcedor tem motivos de sobra para acreditar que o estádio fará a diferença no Brasileiro. 

Nome: Estádio Luso Brasileiro
Inauguração: 2 de outubro de 1965
Capacidade: 20.113 pessoas