Coutinho e Neymar decidem nos acréscimos, Brasil bate Costa Rica e vence primeira na Copa

Em partida marcada pela primeira anulação de pênalti pelo VAR, Brasil sofre para vencer a Costa Rica  e conquista resultado importante

Coutinho e Neymar decidem nos acréscimos, Brasil bate Costa Rica e vence primeira na Copa
Getty Images
Brasil
2 0
Costa Rica
Brasil: Alisson; Fagner, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro e Paulinho (Roberto Firmino, min. 67); Willian (Douglas Costa, min. 46), Philippe Coutinho e Neymar; Gabriel Jesus (Fernandinho, min. 92). Técnico: Tite.
Costa Rica: Keylor Navas; Gamboa, Giancarlo González, Acosta, Óscar Duarte e Bryan Oviedo (Calvo, min. 73); David Guzmán (Tejeda, min. 83), Celso Borges, Venegas e Bryan Ruiz; Ureña (Bolaños, min. 54). Técnico: Óscar Ramirez
Placar: 1-0, Phlippe Coutinho, min. 91. 2-0, Neymar, min. 96.
ÁRBITRO: Björn Kuipers (HOL), auxiliado por Sander van Roekel (HOL) e Erwin Zeinstra (HOL) | Cartões amarelos: Neymar (BRA, min. 80), Philippe Coutinho (BRA, min. 81), Acosta (CRC, min. 83)
INCIDENCIAS: Partida válida pela segunda rodada da fase de grupos da Copa do Mundo 2018, disputada em São Petersburgo

Foi no sufoco, mas o Brasil venceu a primeira na Copa do Mundo, contra a Costa Rica. A Seleção Brasileira venceu a Costa Rica por 2 a 0 com gols de Coutinho e Neymar nos acréscimos, pela segunda rodada da fase de grupos. 

Com resultado o Brasil assume interinamente a liderança do grupo E com quatro pontos, a Sérvia é a segunda colocada com três pontos e um jogo a menos. Suíça com um e a Costa Rica fecha o grupo na lanterna sem somar pontos. Na próxima rodada a Seleção Brasileira enfrenta a Sérvia, na próxima quarta-feira (27) em Moscou.

Instabilidade marca o primeiro tempo

O Brasil começou pressionando a Costa Rica, com linhas de marcação alta, tentando sufocar o adversário. A La Sele jogava por uma bola, no  erro brasileiro e criou a primeira oportunidade aos 12 minutos, Bryan Ruiz recebeu nas costas de Marcelo e cruzou no facão para Borges, o qual mandou de primeira e quase abriu o placar. 

A Costa Rica cresceu na partida, começou dominar o adversário, ficando mais com a bola, o Brasil não conseguia avançar, errando passes importantes na construção do ataque, apesar do bom momento da Costa Rica, não chegou a ameaçar os brasileiros. 

A Seleção Brasileira estava instável na partida, sofrendo para criar oportunidades de gol, apostando muito na bola cruzada, ou em lampejos individuais, aos 25 minutos, Marcelo arriscou da entrada da área, a bola desviou e sobrou para Gabriel Jesus mandar para gol, porém em posição irregular. No lance seguinte em bola esticada para Neymar, o goleiro Navas saiu antes e fez a defesa.  O Brasil tentava impor uma pressão, mas sempre com bolas esticadas, ou jogadas individuais, como foi de Philippe  Coutinho aos 29, o qual cortou para direita e mandou por cima do gol. 

No final da primeira etapa, o Brasil voltou avançar suas linhas de marcação para tentar a pressão, mas ainda tinha problemas na criatividade,  jogando muito pelo lado esquerdo, apostando na individualidade de Marcelo, Coutinho e Neymar. Aos 41 minutos, Marcelo teve a última chance do primeiro tempo,  da entrada da área mandou uma bomba, Navas fez boa defesa. 

Neymar em jogada individual dentro da área ( Divulgação / GettyImages)
Neymar em jogada individual dentro da área (Getty Images)

Brasil garante vitória nos acréscimos

Para o segundo tempo, o técnico Tite mudou a equipe, colocou Douglas Costa no lugar de Willian, a Seleção começou segundo tempo sufocando a Costa Rica, aos dois minutos Coutinho aproveitou a falha da defesa e cruzou para Neymar na segunda trave, mas o goleiro Navas fez importante defesa. No lance seguinte, Fagner pela direita cruzou na cabeça de Gabriel Jesus, que mandou no travessão.  

Com Douglas Costa, o Brasil se equilibrou, atacando com dois lados, e assim começou a ser perigoso, aos 10 minutos Paulinho pela direita, foi até a linha de fundo e cruzou rasteiro para Neymar sozinho, finalizar por cima do gol. Dois minutos depois, a blitz Brasileira continuava, Douglas Costa ajeitou para Coutinho que mandou um foguete, Navas fez mais uma boa defesa. 

O Brasil foi com tudo para ataque, Tite foi para tudo ou nada, tirou Paulinho e colocou mais um atacante, Firmino. A Costa Rica quase não jogou no segundo tempo, apenas se defendeu. Neymar teve chance clara para abrir placar, aos 26 minutos, o Camisa 10  em um dos raros momentos de espaço, arrancou pelo meio e chutou colocado, a bola passou raspando a trave. 

A pressão continuava, a Costa Rica jogava com todos seus jogadores na intermediária defensiva, aos 32 minutos Neymar caiu na área e o árbitro  marcou o pênalti, porém com a revisão do VAR, a marcação de pênalti foi anulada justamente.  

Com a anulação do pênalti, a Seleção se perdeu em campo, muito nervosa, foi para o abafa, porém o desequilíbrio emocional dificultou mais ainda a missão brasileira. Nos últimos minutos a Costa Rica se segurava como podia,  mas nos acréscimos,  Philippe  Coutinho salvou a Seleção Brasileira, após bate-rebate na área, Coutinho aproveitou a sobra e de bico marcou o primeiro gol. Em seguida Neymar aproveitou o espaço da defesa e fez o segundo sacramentando a vitória do Brasil.

Divulgação/GettyImages
Getty Images