Coutinho e Neymar decidem nos acréscimos, Brasil bate Costa Rica e vence primeira na Copa

Coutinho e Neymar decidem nos acréscimos, Brasil bate Costa Rica e vence primeira na Copa

Em partida marcada pela primeira anulação de pênalti pelo VAR, Brasil sofre para vencer a Costa Rica  e conquista resultado importante

rafaelcosta
Rafael Costa
BrasilAlisson; Fagner, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro e Paulinho (Roberto Firmino, min. 67); Willian (Douglas Costa, min. 46), Philippe Coutinho e Neymar; Gabriel Jesus (Fernandinho, min. 92). Técnico: Tite.
Costa RicaKeylor Navas; Gamboa, Giancarlo González, Acosta, Óscar Duarte e Bryan Oviedo (Calvo, min. 73); David Guzmán (Tejeda, min. 83), Celso Borges, Venegas e Bryan Ruiz; Ureña (Bolaños, min. 54). Técnico: Óscar Ramirez
Placar1-0, Phlippe Coutinho, min. 91. 2-0, Neymar, min. 96.
ÁRBITROBjörn Kuipers (HOL), auxiliado por Sander van Roekel (HOL) e Erwin Zeinstra (HOL) | Cartões amarelos: Neymar (BRA, min. 80), Philippe Coutinho (BRA, min. 81), Acosta (CRC, min. 83)
INCIDENCIASPartida válida pela segunda rodada da fase de grupos da Copa do Mundo 2018, disputada em São Petersburgo

Foi no sufoco, mas o Brasil venceu a primeira na Copa do Mundo, contra a Costa Rica. A Seleção Brasileira venceu a Costa Rica por 2 a 0 com gols de Coutinho e Neymar nos acréscimos, pela segunda rodada da fase de grupos. 

Com resultado o Brasil assume interinamente a liderança do grupo E com quatro pontos, a Sérvia é a segunda colocada com três pontos e um jogo a menos. Suíça com um e a Costa Rica fecha o grupo na lanterna sem somar pontos. Na próxima rodada a Seleção Brasileira enfrenta a Sérvia, na próxima quarta-feira (27) em Moscou.

Instabilidade marca o primeiro tempo

O Brasil começou pressionando a Costa Rica, com linhas de marcação alta, tentando sufocar o adversário. A La Sele jogava por uma bola, no  erro brasileiro e criou a primeira oportunidade aos 12 minutos, Bryan Ruiz recebeu nas costas de Marcelo e cruzou no facão para Borges, o qual mandou de primeira e quase abriu o placar. 

A Costa Rica cresceu na partida, começou dominar o adversário, ficando mais com a bola, o Brasil não conseguia avançar, errando passes importantes na construção do ataque, apesar do bom momento da Costa Rica, não chegou a ameaçar os brasileiros. 

A Seleção Brasileira estava instável na partida, sofrendo para criar oportunidades de gol, apostando muito na bola cruzada, ou em lampejos individuais, aos 25 minutos, Marcelo arriscou da entrada da área, a bola desviou e sobrou para Gabriel Jesus mandar para gol, porém em posição irregular. No lance seguinte em bola esticada para Neymar, o goleiro Navas saiu antes e fez a defesa.  O Brasil tentava impor uma pressão, mas sempre com bolas esticadas, ou jogadas individuais, como foi de Philippe  Coutinho aos 29, o qual cortou para direita e mandou por cima do gol. 

No final da primeira etapa, o Brasil voltou avançar suas linhas de marcação para tentar a pressão, mas ainda tinha problemas na criatividade,  jogando muito pelo lado esquerdo, apostando na individualidade de Marcelo, Coutinho e Neymar. Aos 41 minutos, Marcelo teve a última chance do primeiro tempo,  da entrada da área mandou uma bomba, Navas fez boa defesa. 

Neymar em jogada individual dentro da área ( Divulgação / GettyImages)
Neymar em jogada individual dentro da área (Getty Images)

Brasil garante vitória nos acréscimos

Para o segundo tempo, o técnico Tite mudou a equipe, colocou Douglas Costa no lugar de Willian, a Seleção começou segundo tempo sufocando a Costa Rica, aos dois minutos Coutinho aproveitou a falha da defesa e cruzou para Neymar na segunda trave, mas o goleiro Navas fez importante defesa. No lance seguinte, Fagner pela direita cruzou na cabeça de Gabriel Jesus, que mandou no travessão.  

Com Douglas Costa, o Brasil se equilibrou, atacando com dois lados, e assim começou a ser perigoso, aos 10 minutos Paulinho pela direita, foi até a linha de fundo e cruzou rasteiro para Neymar sozinho, finalizar por cima do gol. Dois minutos depois, a blitz Brasileira continuava, Douglas Costa ajeitou para Coutinho que mandou um foguete, Navas fez mais uma boa defesa. 

O Brasil foi com tudo para ataque, Tite foi para tudo ou nada, tirou Paulinho e colocou mais um atacante, Firmino. A Costa Rica quase não jogou no segundo tempo, apenas se defendeu. Neymar teve chance clara para abrir placar, aos 26 minutos, o Camisa 10  em um dos raros momentos de espaço, arrancou pelo meio e chutou colocado, a bola passou raspando a trave. 

A pressão continuava, a Costa Rica jogava com todos seus jogadores na intermediária defensiva, aos 32 minutos Neymar caiu na área e o árbitro  marcou o pênalti, porém com a revisão do VAR, a marcação de pênalti foi anulada justamente.  

Com a anulação do pênalti, a Seleção se perdeu em campo, muito nervosa, foi para o abafa, porém o desequilíbrio emocional dificultou mais ainda a missão brasileira. Nos últimos minutos a Costa Rica se segurava como podia,  mas nos acréscimos,  Philippe  Coutinho salvou a Seleção Brasileira, após bate-rebate na área, Coutinho aproveitou a sobra e de bico marcou o primeiro gol. Em seguida Neymar aproveitou o espaço da defesa e fez o segundo sacramentando a vitória do Brasil.

Divulgação/GettyImages
Getty Images

 

VAVEL Logo

    Seleção Brasileira Notícias

    há um mês
    há um mês
    há um mês
    há um mês
    há um mês
    há 2 meses
    há 2 meses
    há 2 meses
    há 2 meses
    há 2 meses
    há 2 meses