Marcos Paquetá planeja meta de classificar o Botafogo na Libertadores

Treinador mostrou preocupação com a maratona de jogos do Alvinegro, mas garantiu que o trabalho está sendo bem feito

Marcos Paquetá planeja meta de classificar o Botafogo na Libertadores
Foto: Vitor Silva/ SS Press/ Botafogo

Faltam apenas cinco dias para o retorno do Campeonato Brasileiro e a 13ª rodada tem ares de recomeço para o Botafogo. Marcus Paquetá é a novidade no comando do clube e falou sobre as expectativas para o torneio, os trabalhos feitos na intertemporada e possíveis contratações, em coletiva concedida no Estádio Nilton Santos nessa sexta-feira (13).

"O trabalho está sendo muito legal e de rápido entrosamento. O desgaste foi grande na primeira participação no Campeonato Brasileiro e nessa parada tivemos muitas coisas a serem feitas. Por isso foi um volume grande de trabalho e com intensidade. Os jogadores reclamaram bastante, mas explicamos que era preciso para enfrentar a maratona que teremos.” 

O primeiro desafio será contra o Corinthians, em Itaquera, na próxima quarta-feira (18), às 21h45. Na sequência, a agenda alvinegra conta com cinco partidas em duas semanas. Para o treinador, é humanamente impossível exigir bom rendimento em todos esses jogos, mas é preciso trabalhar com a realidade para atingir altas metas no ano.

Paquetá mira o topo. Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo.
Paquetá mira o topo. Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo.

“O objetivo de qualquer equipe é ser campeã. Todas as equipes possuem limitações e temos que buscar os nossos objetivos dentro das nossas e também do nosso potencial. A primeira ideia é ficar dentro da zona de classificação para a Libertadores e no decorrer da competição vamos ver como as coisas vão saindo. Qualquer resultado positivo te joga para cima e temos que pensar sempre para cima mesmo.”

O caminho encontrado pela comissão técnica durante a parada para a Copa do Mundo foi a realização de quatro jogos-treinos. Foram três vitórias, contra Nova Iguaçu, Bangu e América-RJ, e uma derrota, para o Audax.

Aguirre mostra serviço em jogo-treino contra o América-RJ. Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo.
Aguirre mostra serviço em jogo-treino contra o América-RJ. Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo.

"Queria ver todo mundo jogando. Dividi o grupo em várias partes, até para dar oportunidade para todos jogarem em suas funções. O resultado não era o mais importante e sim dar um ritmo de jogo. Optamos por enfrentar equipes que já estão com ritmo, para aumentar a intensidade. Sabemos que os jogadores dessas equipes vêm buscando uma chance e isso exigiu muito dos nossos atletas fisicamente."

Enquanto Paquetá não define os titulares, o espírito de competição eleva o nível da equipe. Em Aguirre, o treinador vê um jogador de grande versatilidade e qualidade, mas que ainda não está 100% pronto. Do outro lado, Kieza é inteligente, experiente, sabe usar os espaços e infiltra bem. No meio, a briga é entre Marcelo e Matheus Fernandes. O comandante acredita que o primeiro é um jogador mais cadenciado, mas precisa de atenção especial porque atuou pouco na temporada e ainda passou por uma contusão. Matheus Fernandes é conhecido da comissão, que sabe de sua capacidade.O lema de Paquetá é: "Está todo mundo concorrendo".

Matheus Fernandes luta para voltar a sua melhor forma. Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo.
Matheus Fernandes luta para voltar a sua melhor forma. Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo.

Se alguns clubes aproveitaram a intertemporada para calibrar ainda mais seu velho esquadrão, outras perderam peças importantes e sofreram com lesões. O Botafogo não foi prejudicado na janela, mas não descarta a contratação de reforços para o restante do ano. 

"Acho que o Botafogo optou em manter a base, esse foi o grande ganho da nossa equipe. Um jogador para chegar tem que realmente fazer a diferença. Trazer por trazer não vai nos ajudar. O radar está aceso em busca das nossas necessidades. Todo bom jogador é bem-vindo se tiver dentro das necessidades do nosso elenco. Temos um bom grupo de analistas de desempenho que buscam atletas diariamente e estamos na torcida que apareça algum atleta para qualificar o nosso elenco", concluiu o treinador.