Após derrota para Nacional-PAR, Marcos Paquetá é demitido e deixa comando do Botafogo

Técnico não concedeu coletiva de imprensa comentando sobre reunião que acontecia entre diretoria

Após derrota para Nacional-PAR, Marcos Paquetá é demitido e deixa comando do Botafogo
(Foto: Vítor Silva/SS Press/Botafogo)

Pressão da torcida, insatisfações dentro do clube e derrota no Paraguai foram fatores importantíssimo para a queda do treinador. Após a derrota de 2 a 1 para o Nacional-PAR, Marcos Paquetá se reuniu com a diretoria na qual ficou decidido o fim de seu curto período no clube. Mesmo sem comunicado oficial o técnico avisou aos jornalistas que não daria coletiva de imprensa por conta da reunião que aconteceria naquele momento. 

Seus números eram baixos demais dentro da expectativa no Campeonato Brasileiro, com três derrotas dentro dos quatros jogos, com o total de sete gols sofridos. A estatista aumentou com o jogo desta quarta-feira (1), levando mais dois gols e somando mais uma derrota. 

Nos dias anteriores, Marcos Paquetá admitia sua grande dificuldade em se adaptar ao futebol brasileiro, na qual possui um ritmo intenso de jogos e viagens comparado ao mundo árabe

Agora o Botafogo possui um grande problema em relação a técnico, afinal, é necessário alguém para substituí-lo ineditamente pois a posição do alvinegro na tabela não é nem um pouco confortável. Um nome cogitado pela diretoria é de Zé Ricardo, que veio das categorias de base do Flamengo, foi efetivado para o profissional e depois assumiu o Vasco. Vanderlei Luxemburgo também é favorito para ocupar o cargo.