Jadson vê mudança em primeira partida com VAR: "Querem acabar com a malandragem"

O meia também falou sobre a dificuldade da partida, a presença de Adriano Imperador no estádio e a felicidade sobre a possível volta do atacante carioca ao futebol

Jadson vê mudança em primeira partida com VAR: "Querem acabar com a malandragem"
(Foto: Daniel Augusto Jr / Agência Corinthians)

O Corinthians venceu a Chapecoense no primeiro jogo válido pelas quartas de final da Copa do Brasil 2018, na Arena Corinthians. Os torcedores ficaram contentes com o placar de 1 a 0, mas esperavam mais gols. A bola balançou as redes com cinco minutos de jogo, e era esperada uma goleada, mas não foi isso que aconteceu. Com o fim dessa partida, o Corinthians chega a quarta vitória e apenas uma derrota após a parada da Copa do Mundo.

Um dos jogadores que passou pela zona mista da Arena Corinthians foi Jadson, que teve boa atuação na partida. Falando sobre a dificuldade do primeiro jogo, o meio-campista alvinegro disse que eles estavam cientes que seria uma partida dura, mas que o resultado deixa o Timão mais tranquilo para garantir a classificação para a próxima fase nos 90 minutos finais.

"Era um jogo difícil, e nunca tínhamos ganhado da Chapeconense em casa. Sabíamos que ia ser um jogo duro, mas a nossa equipe conseguiu criar jogadas e fazer o gol no primeiro tempo. Nós tivemos outras chances para tentar ampliar o placar, mas ainda assim foi um bom resultado. O importante era a gente conseguir uma vitória hoje. A Copa do Brasil são 180 minutos, ainda tem mais 90 minutos lá pra gente conseguir a classificação", alertou.

Quando perguntado sobre a nova tecnologia implantada nas partidas da Copa do Brasil, o VAR, Jadson afirmou que os jogadores vão passar por uma fase de transição. "A gente vem da época da malandragem no futebol e querem acabar com isso. Agora nós temos que nos adaptar", pontuou o meia.

Para finalizar a entrevista na zona mista, o jogador falou sobre a presença de Adriano Imperador na Arena, e disse que acompanha o jogador por ser seu fã. "Vi o Adriano Imperador jogar pela seleção, acompanhei a história dele. Ele é um grande jogador. Acho que se ele for voltar vai ser bom pro futebol brasileiro porque ele é um cara que tem um talento enorme. Eu sou fã dele. Se ele voltar pro Corinthians ou pra onde for eu vou ficar feliz por ele", finalizou.