Chateado com expulsão pelo Palmeiras, Deyverson pede desculpas: "Não vi o jogador”
Foto:Divulgação/Palmeiras

Chateado com expulsão pelo Palmeiras, Deyverson pede desculpas: "Não vi o jogador”

Atacante foi expulso de campo por conta de uma cotovelada em Mena, jogador do Bahia

PHAndrade
Pedro Andrade

Nesta quinta-feira (2), BahiaPalmeiras se enfrentaram na Arena Fonte Nova, pela partida de ida nas quartas de final da Copa do Brasil. Em um jogo onde o time paulista teve uma performance abaixo do esperado. O Verdão empatou com o Tricolor pelo placar de 0 a 0.

O atacante Deyverson fazia uma boa partida até os 45 minutos do segundo tempo, porém, foi disputar uma bola pelo alto e acertou uma cotovelada em Mena. Expulso com auxílio do árbitro de vídeo, o atacante deixou o gramado chorando e explicou que não tinha a intenção.

"Subi para cabecear a bola e infelizmente não vi o jogador vindo atrás. Meu cotovelo toca no rosto dele, só que não foi intencional. Pedi desculpa, que ele possa se recuperar o mais rápido possível. Isso acontece no futebol, poderia acontecer comigo também. Espero que todo mundo entenda, que não foi intencional", disse.

Ainda no gramado, Felipe Melo defendeu Deyverson e citou a importância do grupo para dar moral ao atacante, que foi titular com Paulo Turra. Foi Felipe que acompanhou o companheiro até a saída de campo, após a expulsão.

"Nós somos uma família aqui dentro e agora está chegando um treinador que tem como característica muito forte essa situação de família. Ele estava chorando e é um cara que trabalha muito, que quer vencer e vive um momento difícil, e é o momento de darmos as mãos para ele. É diferente, acho que isso faz parte do ser-humano. Infelizmente tem mais gente para te empurrar no buraco do que te dar a mão. E nós estamos ali para dar a mão para ele, porque sabemos que é um cara que luta e é um cara que vai nos ajudar muito aqui dentro", falou o volante.

Mesmo com a expulsão, Deyverson foi considerado o melhor jogador da partida em eleição feita nas mídias sociais da Copa do Brasil.

O empate sem gols deixa Palmeiras e Bahia sem vantagens para o jogo de volta, marcado para o dia 16 de agosto, no Allianz Parque. Quem vencer avança para as semifinais da Copa do Brasil, e se houver outro empate a decisão da vaga será nas cobranças de pênaltis.

VAVEL Logo