Pressionado, Vasco enfrenta LDU buscando às oitavas da Copa Sul-Americana
(Fotos: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)

Pressionado, Vasco enfrenta LDU buscando às oitavas da Copa Sul-Americana

Para avançar de fase, Cruzmaltino precisa reverter placar de 3 a 1 do jogo de ida

andre-andrade
André Andrade
VascoMartín Silva; Luiz Gustavo, Breno, Oswaldo Henríquez e Ramon; Desábato e Andrey; Thiago Galhardo, Giovanni Augusto e Yago Pikachu; Andrés Rios. Técnico Jorginho.
LDUGabbarini; Quintero, Franklin Guerra, Salaberry, Chalá; Orejuela, Vega, Anderson Julio, Jhojan Julio; Fernando Guerrero, Anangonó. Técnico: Pablo Repetto.
ÁRBITROMario Dias de Vivar, do Paraguai, apita a partida, auxiliado pelos compatriotas Juan Zorrilla e Roberto Canete.
INCIDENCIASPartida válida pelo jogo de volta da segunda fase da Copa Conmebol Sul-americana.

 O ambiente é parecido com o último confronto da Copa do Brasil, mas o cenário pode ser diferente. Vasco da gama e LDU se enfrentam em São Januário, às 19h30, pelo jogo de volta da segunda fase da Copa Conmebol Sul-americana.

O cruzmaltino precisa vencer por dois gols de diferença, por conta da derrota por 3 a 1 sofrida no primeiro jogo, em Quito, e não sofrer nenhum, para avançar para a próxima fase. Caso o time equatoriano faça um gol, o gigante da colina terá que vencer por três gols de diferença ou fazer o mesmo placar do jogo de ida, levando a decisão para os pênaltis. E para que não haja qualquer chance para os equatorianos, o técnico Jorginho tratou de promover algumas mudanças no time.

O jovem zagueiro Ricardo Graça foi sacado do time para a entrada do colombiano Oswaldo Henríquez, que jogará ao lado de Breno. De resto, a provável escalação é a do mesmo time que jogou a primeira partida. O lateral-direito Lenon ainda está em tratamento na coxa, o defensor Werley se recupera de uma fratura no braço esquerdo e o atacante Rildo ainda está em fase de recuperação da cirurgia feita no ombro. Porém, a expectativa para a partida é das melhores possíveis, já que o retrospecto do expresso da vitória em casa, é favorável.

Fator São Januário e importante para o Vasco

Para garantir a classificação, o cruzmaltino acredita no retrospecto em casa, além do apoio da torcida do gigante da colina. São 10 jogos, até o momento, na Sul-americana. Sete vitórias, dois empates e uma derrota para o Corinthians, em 2006. Contra equipes equatorianas, o desempenho é ainda melhor e inesquecível para o torcedor. Tirando a vitória contra o Emelec, por 1 a 0 em 1996, a nação vascaína não deixa de lembrar da histórica final da Libertadores da América, em 1998, quando venceu o Barcelona, do Equador, por 2 a 0 e se sagrou campeão. Porém, a LDU se apoia nos últimos confrontos contra brasileiros para eliminar o Vasco.

Já acumulam 32 jogos, até o momento, na Sul-americana, com seis vitórias, nove empates e 17 derrotas. Contra times brasileiros, são 17 confrontos, com apenas duas vitórias e 15 derrotas. Entretanto, o clube equatoriano tem seu principal título conquistado no Brasil. Em 2008, venceu o Fluminense, em pleno Maracanã e se sagrou campeão da Libertadores da América. No ano seguinte, agora pela Copa Conmebol Sul-americana, a LDU enfrentou novamente o tricolor carioca e venceu novamente, levando o caneco para o Equador. Diferente de Jorginho, o técnico da Liga Desportiva Universitaria, Pablo Repetto, tem todo o elenco a disposição para tentar estragar a festa vascaína, em busca de uma classificação.

Quem passar de fase, enfrenta o Deportivo Cali, da Colômbia, que eliminou o Bolívar, da Bolívia.

VAVEL Logo

Club de Regatas Vasco da Gama Notícias

há 13 dias
há 17 dias
há 19 dias
há 22 dias
há 22 dias
há 22 dias
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês