Pressionado, Vasco enfrenta LDU buscando às oitavas da Copa Sul-Americana
(Fotos: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)

Pressionado, Vasco enfrenta LDU buscando às oitavas da Copa Sul-Americana

Para avançar de fase, Cruzmaltino precisa reverter placar de 3 a 1 do jogo de ida

andre-andrade
André Andrade
VascoMartín Silva; Luiz Gustavo, Breno, Oswaldo Henríquez e Ramon; Desábato e Andrey; Thiago Galhardo, Giovanni Augusto e Yago Pikachu; Andrés Rios. Técnico Jorginho.
LDUGabbarini; Quintero, Franklin Guerra, Salaberry, Chalá; Orejuela, Vega, Anderson Julio, Jhojan Julio; Fernando Guerrero, Anangonó. Técnico: Pablo Repetto.
ÁRBITROMario Dias de Vivar, do Paraguai, apita a partida, auxiliado pelos compatriotas Juan Zorrilla e Roberto Canete.
INCIDENCIASPartida válida pelo jogo de volta da segunda fase da Copa Conmebol Sul-americana.

 O ambiente é parecido com o último confronto da Copa do Brasil, mas o cenário pode ser diferente. Vasco da gama e LDU se enfrentam em São Januário, às 19h30, pelo jogo de volta da segunda fase da Copa Conmebol Sul-americana.

O cruzmaltino precisa vencer por dois gols de diferença, por conta da derrota por 3 a 1 sofrida no primeiro jogo, em Quito, e não sofrer nenhum, para avançar para a próxima fase. Caso o time equatoriano faça um gol, o gigante da colina terá que vencer por três gols de diferença ou fazer o mesmo placar do jogo de ida, levando a decisão para os pênaltis. E para que não haja qualquer chance para os equatorianos, o técnico Jorginho tratou de promover algumas mudanças no time.

O jovem zagueiro Ricardo Graça foi sacado do time para a entrada do colombiano Oswaldo Henríquez, que jogará ao lado de Breno. De resto, a provável escalação é a do mesmo time que jogou a primeira partida. O lateral-direito Lenon ainda está em tratamento na coxa, o defensor Werley se recupera de uma fratura no braço esquerdo e o atacante Rildo ainda está em fase de recuperação da cirurgia feita no ombro. Porém, a expectativa para a partida é das melhores possíveis, já que o retrospecto do expresso da vitória em casa, é favorável.

Fator São Januário e importante para o Vasco

Para garantir a classificação, o cruzmaltino acredita no retrospecto em casa, além do apoio da torcida do gigante da colina. São 10 jogos, até o momento, na Sul-americana. Sete vitórias, dois empates e uma derrota para o Corinthians, em 2006. Contra equipes equatorianas, o desempenho é ainda melhor e inesquecível para o torcedor. Tirando a vitória contra o Emelec, por 1 a 0 em 1996, a nação vascaína não deixa de lembrar da histórica final da Libertadores da América, em 1998, quando venceu o Barcelona, do Equador, por 2 a 0 e se sagrou campeão. Porém, a LDU se apoia nos últimos confrontos contra brasileiros para eliminar o Vasco.

Já acumulam 32 jogos, até o momento, na Sul-americana, com seis vitórias, nove empates e 17 derrotas. Contra times brasileiros, são 17 confrontos, com apenas duas vitórias e 15 derrotas. Entretanto, o clube equatoriano tem seu principal título conquistado no Brasil. Em 2008, venceu o Fluminense, em pleno Maracanã e se sagrou campeão da Libertadores da América. No ano seguinte, agora pela Copa Conmebol Sul-americana, a LDU enfrentou novamente o tricolor carioca e venceu novamente, levando o caneco para o Equador. Diferente de Jorginho, o técnico da Liga Desportiva Universitaria, Pablo Repetto, tem todo o elenco a disposição para tentar estragar a festa vascaína, em busca de uma classificação.

Quem passar de fase, enfrenta o Deportivo Cali, da Colômbia, que eliminou o Bolívar, da Bolívia.

VAVEL Logo

Club de Regatas Vasco da Gama Notícias

há 20 horas
há 2 dias
há 5 dias
há 6 dias
há 5 dias
há 9 dias
há 9 dias
há 11 dias
há 11 dias
há 14 dias
há 17 dias